Barkyn Logo
  • Veterinário
  • Alimentação
  • Barkyn Portugal
BlogSaúde

Cão com diarreia, o que devo fazer?

Os cães defecam em média 2 vezes por dia. As fezes devem apresentar uma coloração castanha e uma consistência semi-dura.

Daniela Leal

Daniela Leal

Veterinária
2 min de leitura

O melhor para o seu cão

Sabia que o seu cão pode ter uma ração à medida dele?

-15%

na 1ª encomenda
SABER MAIS
SABER MAIS

A diarreia surge por diminuição da consistência das fezes, consequência do aumento de água no lúmen intestinal. A cor das fezes pode estar alterada (pode tornar-se amarela, verde ou preta) ou manter-se na cor normal (castanho).

 

Que tipos de diarreia existem?

A presença de diarreia indica a existência de alterações a nível intestinal, provocadas quer por problemas gastrointestinais locais primários quer por alterações sistémicas que interferem no funcionamento intestinal. O tipo, a cor, a consistência e a frequência da diarreia diferem conforme a zona gastrointestinal afetada.

  • Alterações no intestino delgado: quantidade das fezes muito abundante, com frequência de defecação normal, normalmente associadas a vómitos e perda de apetite;
  • Alterações no intestino grosso: quantidade das fezes diminuída, frequência de defecação aumentada, dificuldade a defecar, normalmente acompanhadas de muco e sangue vivo.

 

Quais as causas mais frequentes de diarreia?

 

O que deve ser tido em atenção por parte dos donos quando o cão desenvolve diarreias?

Perceber se o problema é agudo e se é o primeiro episódio ou se já é um problema crónico (que tem vindo a acontecer com alguma frequência) e se existiram situações de stress ou imunossupressão, história de indiscrição alimentar (o animal ingeriu corpos estranhos, comida fora da alimentação habitual), mudança de alimentação, possíveis intoxicações ou aparecimento de parasitas nas fezes. É importante perceber também se existem diminuições de apetite, prostração ou vómitos associados.

É essencial transmitir todas estas informações ao médico veterinário.

 

Qual o passo a seguir? O que fazer?

  • Evitar dar qualquer tipo de medicação sem consultar um médico veterinário;
  • Não dar “extras” fora das refeições habituais do cão. Alguns animais respondem de forma positiva à alimentação de arroz com frango (ambos cozidos em água);
  • Verificar se as desparasitações internas estão em dia.

 

Deve optar-se por levar o cão à consulta veterinária?

Sim. Especialmente se o cão for cachorro ou geriátrico. Isto porque, mesmo tratando-se de um cão adulto saudável, e mesmo havendo a suspeita de uma causa lógica de diarreia que à partida pode não ser grave, muitas das vezes é necessário instituir tratamento para regular a flora intestinal e, dessa forma, travar a diarreia.

Daniela Leal
Médica Veterinária de Animais de Companhia

Próximo artigo

Chevron Icon

PARTILHE SE GOSTOU!

Facebook IconTwitter IconChain Icon

O melhor para o seu cão

Alimentação saudável entregue à sua porta

A Barkyn entrega ração adaptada às necessidades do seu cão acompanhamento de um veterinário dedicado. Simule agora!

Começar agora
15%
desconto na 1ª encomenda

© Barkyn, Lda. NIF: 514259426 - Love for your dog 2021

VisaCard Icon
MasterCard Icon
PaypalFooter Icon
  • Ajuda
  • Emprego
  • Privacidade
  • Loja