Barkyn Logo
  • Veterinário
  • Alimentação
  • Barkyn Portugal
BlogSaúde

O meu cão não pára de vomitar! O que faço?

O vómito pode surgir por diversas razões, saiba quais.

Daniela Leal

Daniela Leal

Veterinária
3 min de leitura

O melhor para o seu cão

Sabia que o seu cão pode ter uma ração à medida dele?

-15%

na 1ª encomenda
SABER MAIS
SABER MAIS

O vómito consiste na expulsão de conteúdo gástrico acompanhado de movimentos abdominais e náuseas antes da expulsão.

Surge quer por distúrbios na motilidade, obstrução ou inflamação do trato gastrointestinal. Pode ainda ser induzido por causas extra-gastrointestinais capazes de estimular o centro do vómito. Pode apresentar várias etiologias.

 

Tipos de vómito

Os vómitos podem ser agudos ou crónicos. Podem vir acompanhados de comida digerida, de bílis ou de sangue.
O tipo de vómito apresentado pelo animal pode ajudar o médico veterinário a perceber qual a etiologia do vómito, contudo nenhum tipo de vómito é específico de nenhuma patologia e, como tal, muitas vezes são necessários exames complementares (análises de sangue, radiografia, ecografia abdominal e, em certos casos, endoscopia) para perceber qual a causa do sinal clínico.

Que etiologias podem causar episódios de vómito?

  • Indiscrição alimentar (incluindo alterações bruscas na dieta);
  • Ingestão de corpos estranhos (como brinquedos, ossos de carne ou peças de roupa);
  • Ingestão de substâncias tóxicas/drogas;
  • Intolerâncias alimentares;
  • Infeções víricas e bacterianas com tropismo intestinal;
  • Neoplasias, doenças infeciosas, alterações renais, pancreáticas, hepáticas, neurológicas, endócrinas (como diabetes), entre outras.

 

O que o proprietário deve fazer perante uma situação de vómito?

Um vómito esporádico pode ser normal e estar associado a causas não patológicas, como a mudança repentina da alimentação ou a ingestão de plantas. Por outro lado, situações de vómito com sangue, vómito agudo associado a prostração e anorexia, vómito crónico ou vómito persistente requerem que o animal seja visto por um médico veterinário o quanto antes.
Caso o proprietário presencie a ingestão de corpos estranhos (brinquedos, pedras, peças de roupa, etc.) ou de substâncias tóxicas, é aconselhado que o animal seja consultado de urgência, mesmo que ainda não tenham surgido sinais clínicos.

 

Especial atenção para o vómito em cachorros e em animais mais velhos

  • Em cachorros o vómito apresenta especial importância, principalmente se associado a prostração. Os cachorros são suscetíveis a infeções víricas (parvovirose, p.ex.) e bacterianas, podendo ser o vómito um dos primeiros sinais clínicos. Como os cachorros têm uma imunidade reduzida e podem, em situações de vómitos e diarreias, desidratar rapidamente, é aconselhável que ao primeiro sintoma sejam vistos pelo médico veterinário;
  • Em animais mais velhos o vómito pode vir associado a patologias mais graves, que começam a aparecer com mais frequência à medida que a idade avança. Ainda que o animal não esteja prostrado e continue a comer dentro da normalidade, a ida à consulta, apesar de não ser uma emergência, não deve ser adiada.

Daniela Leal
Médica Veterinária de Animais de Companhia

Próximo artigo

Chevron Icon

PARTILHE SE GOSTOU!

Facebook IconTwitter IconChain Icon

O melhor para o seu cão

Alimentação saudável entregue à sua porta

A Barkyn entrega ração adaptada às necessidades do seu cão acompanhamento de um veterinário dedicado. Simule agora!

Começar agora
15%
desconto na 1ª encomenda

© Barkyn, Lda. NIF: 514259426 - Love for your dog 2021

VisaCard Icon
MasterCard Icon
PaypalFooter Icon
  • Ajuda
  • Emprego
  • Privacidade
  • Loja