Doenças frequentes nos cães: sintomas a ter em atenção

Saúde

A perda de apetite, a falta de energia e o desinteresse nas brincadeiras normais diárias são os principais sinais de alerta de que algo não está bem com o nosso patudo. Fique sempre atento aos pequenos sinais que o seu amigo de 4 patas lhe dá!

cão

Otite

A otite é a inflamação do ouvido.

É dos problemas mais frequentes nos cães, principalmente em cães de orelha caída, e pode ter várias causas como bactérias, fungos, excesso de cerúmen.

Os principais sinais que os nossos patudos nos dão são: “sacudir a cabeça” mais do que é normal, coçar com frequência a orelha afetada e o ouvido apresentar um mau odor fora do habitual.

Para prevenir as otites deve verificar com regularidade a presença de sujidade no canal auditivo (caso tenha, deve fazer a limpeza com um produto de limpeza de ouvidos para cão), deve evitar que entre água nos ouvidos durante o banho e também deve limpar os ouvidos após o seu patudo ter estado em contacto com a água (como numa piscina ou no mar).

 

Obesidade

A obesidade traduz-se num excesso de acumulação de gordura corporal, levando a consequências negativas.

O aumento de peso nos nossos patudos está muitas vezes relacionado com o excesso de alimento fornecido pelos donos (acabando por exceder as necessidades energéticas do cão) e à diminuição do exercício físico diário.

A obesidade é um problema que deve ser combatido o quanto antes, uma vez que predispõe a doenças preocupantes como a diabetes, problemas cardiovasculares, sobrecarga das articulações que pode levar ao aparecimento precoce de artroses, entre outras.

 

Parasitismo Intestinal

Uma vez que os nossos patudos andam constantemente a “experimentar objetos com a sua boca” durante o passeio, a probabilidade de ficarem parasitados é relativamente grande. Os parasitas internos também podem ser transmitidos através da picada de pulga como é o caso do Dipylidium.

Sinais como diarreia sem outra sintomatologia e a observação de parasitas nas fezes são sinais de alerta.

O mais importante é manter a desparasitação interna do seu cão atualizada, pelo que o aconselhado é que seja realizada de 3 em 3 meses. A desparasitação externa deve ser feita mensalmente, na sua generalidade.

 

Presença de corpo estranho (objeto) no tubo digestivo

Estando os nossos patudos frequentemente a roer ou a pegar em objetos com a boca, é habitual que também os engulam.

O risco da deglutição de objetos é a possível obstrução que possam causar levando a que tenha de ser realizada uma endoscopia alta (para remover o objeto do estômago ou do esófago) ou até mesmo uma cirurgia.

Se suspeita que o seu patudo  deglutiu algum objeto e se ele se encontra com vómitos e/ou diarreia e se começa a mostrar-se prostrado, deve levá-lo de imediato ao seu Médico Veterinário para que seja examinado com precisão.

 

 

                                   Rita Moita Ferreira

Médica Veterinária de Animais de Companhia

Planos Barkyn

Crie o seu plano personalizado Barkyn e descubra uma nova felicidade!

Começar