Barkyn Logo
  • Veterinário
  • Alimentação
  • Barkyn Portugal
BlogSaúde

O meu cão perdeu o apetite. Devo preocupar-me?

A falta de apetite em cães é um sinal de alerta, de que alguma coisa não está bem. Dever-se-á preocupar?

Mónica Carvalho

Mónica Carvalho

Veterinária
4 min de leitura

O melhor para o seu cão

Sabia que o seu cão pode ter uma ração à medida dele?

-15%

na 1ª encomenda
SABER MAIS
SABER MAIS

O que é a falta de apetite?

A perda de apetite em cães é chamada anorexia. Esta pode ser parcial, referindo-se aos animais que ainda comem, mas não o suficiente para os manter saudáveis, ou completa, quando a perda de apetite é total.

O termo anorexia em cães nada tem a ver com a terminologia de anorexia nervosa que associamos aos humanos. Este é um sintoma indicativo de uma grande variedade de possíveis problemas subjacentes.

 

O que poderá ser?

A anorexia em cães poderá estar associada a problemas físicos, mentais, emocionais, ou outras patologias que poderão ser mais ou menos graves. Passaremos a referir abaixo algumas das mais importantes, ressalvando sempre que, num caso destes, deverá consultar o seu Médico Veterinário. Algo que pode ser tratado numa fase inicial pode evitar complicações futuras.

 

  • Come sem você saber: Esta é a primeira pergunta que deve procurar responder, até porque será provavelmente uma das primeiras que o seu Veterinário lhe fará em consulta. Se o seu cão tem livre acesso ao exterior, poderá estar a ingerir algo mais do que a comida que lhe dá em casa. Os cães têm hábitos de caça, podendo alimentar-se de animais aos quais acedem no exterior. Lembre-se ainda se o seu cão não tem a possibilidade de se alimentar do prato de outro cão nas proximidades.

 

  • Comeu algo que não devia: Os cães não diferenciam algo comestível, do tóxico ou estragado, ou mesmo do que não é simplesmente comestível, como as suas sapatilhas. A perda de apetite está muitas vezes associada a algo que ingeriu e não deveria. Deverá salvaguardar sempre o acesso do cão a eventuais venenos ou tóxicos, tais como anticongelantes, óleos, adubos e mesmo medicamentos. Mesmo algo tão apetecível como chocolate, café ou uvas, tem danos tóxicos em cães. Os tóxicos encontram-se também no seu jardim, em plantas ornamentais, tais como lírios, begónias, oleandros, azáleas, aloé vera, azevinho, entre muitas outras. Mas os problemas de anorexia não estão simplesmente associados a tóxicos, podendo o seu cão ter ingerido uma simples meia, bola ou outro corpo estranho que lhe cause obstrução do tubo digestivo, ou mesmo algo cortante, como um garrafão de água que use como brinquedo, e lhe possa causar danos internos, perdendo o apetite em resultado disso. Quer os tóxicos, quer os corpos estranhos, são casos de urgências veterinárias. Contudo, nem sempre a ingestão de algo estranho é tão grave, podendo ter ingerido um simples inseto, erva em excesso, ou algo tão apetecível que tenha encontrado na sua cozinha, como queijo, pão, entre outros, e que lhe cause indisposição temporária.

 

  • Dor:  Tal como os humanos, também os cães são mais ou menos sensíveis à dor, variando a sensibilidade de cão para cão. Assim, esta pode ser mais ou menos limitativa no apetite do seu cão. Importa aferir se sofreu algum traumatismo em resultado do exercício, de interação com outros animais, ou mesmo humanos. A dor poderá não ser apenas traumática, podendo advir de outras patologias, que veremos adiante.

 

  • Stress: Os cães gostam que tudo à sua volta se ajuste aos seus sentidos. Uma mudança no ambiente circundante pode levar o seu cão a ficar afetado pelo stress, podendo isso afetar o seu apetite, tal como acontece connosco. Conhecendo o seu cão melhor do que ninguém, em caso de stress, poderá e deverá intervir, para proporcionar ao seu cão o melhor bem-estar possível, e evitar ou corrigir eventuais causas de stress que o levem a diminuir o apetite.

 

  • Doença: Um simples problema dentário, a problemas sistémicos, tais como infeções, doenças infeciosas, problemas hepáticos, renais entre outros, podem afetar mais ou menos, e de forma diversa, a capacidade do seu cão em comer e o apetite do mesmo.

 

  • Diminuição da atividade: A diminuição do apetite poderá estar associada à redução da atividade do seu cão. Simples fatores, como a estação do ano (mais frio ou mais calor), a restrição do animal a um pequeno espaço sem estímulos, ou mesmo a idade, poderão diminuir o apetite. Por vezes, levar o seu cão a passear próximo da hora da refeição poderá ser suficiente para solucionar o problema.

 

  • Dieta: A escolha da dieta deve ser a apropriada ao estilo de vida, idade e saúde do seu cão. Uma dieta não adequada pode levar à diminuição do apetite. Nesse sentido, aqui na Barkyn, pode contar com profissionais que o poderão auxiliar na escolha da melhor dieta para o seu animal.

 

 

Assim, em caso de anorexia, procure o seu Médico Veterinário, tentando recolher o máximo de sinais para facilitar o diagnóstico o poder intervir o mais cedo possível. Apesar da variedade de causas, o prognóstico é geralmente bom quando solucionada cedo, ganhando os cães o apetite rapidamente após solucionada a causa.

Mónica Carvalho

Médica Veterinária

 

 

Próximo artigo

Chevron Icon

PARTILHE SE GOSTOU!

Facebook IconTwitter IconChain Icon

O melhor para o seu cão

Alimentação saudável entregue à sua porta

A Barkyn entrega ração adaptada às necessidades do seu cão acompanhamento de um veterinário dedicado. Simule agora!

Começar agora
15%
desconto na 1ª encomenda

© Barkyn, Lda. NIF: 514259426 - Love for your dog 2021

VisaCard Icon
MasterCard Icon
PaypalFooter Icon
  • Ajuda
  • Emprego
  • Privacidade
  • Loja