Menu Icon
  • Veterinário
  • Alimentação
  • Sobre nós
  • Loja
BlogSaúde

O meu cão está com dificuldade em respirar. O que faço?

Alterações respiratórias podem afetar todos os cães e manifestarem-se como dificuldade em respirar! Aprenda aqui como identificar esta situação!

2 min de leitura

O melhor para o seu cão

Sabia que o seu cão pode ter uma ração à medida dele?

-15%

na 1ª encomenda
SABER MAIS
SABER MAIS

Problemas respiratórios em cães podem afetar todas as raças em qualquer idade, e podem rapidamente transformar-se numa situação de vida ou de morte. É por isso, importante perceber quando o nosso patudo está realmente com dificuldades em respirar para podermos ajudá-lo!

Como e qual é a respiração normal de um cão?

Em repouso, um cão, dependendo do seu tamanho, respira entre 20 a 35 vezes por  minuto, sem aparente esforço. Este valor varia consoante a temperatura, o exercício, o stress e a excitação. Portanto, esteja atento ao que é o normal no seu cão – quer a dormir, quer a passear ou após exercício físico intenso, de forma a ser muito mais fácil de diferenciar em situações de crises respiratórias.

Quais são os sinais a que deve estar atento?

Existem alguns sinais que nos ajudam a perceber quando é que eles não estão a ter uma respiração normal:

  • Em casos de respiração muito acelerada
  • Quando respiram de boca aberta sem estarem a arfar
  • Quando ouvimos ruídos respiratórios
  • Quando notamos a barriga deles a contrair muito enquanto respiram
  • Quando vemos um claro esforço em inspirar ou expirar

Quais são as doenças mais comuns que levam a este tipo de alterações?

Estas alterações podem ser devidas a imensas causas intra ou extra-torácicas. No entanto, as mais comuns são:

  • Problemas cardíacos
  • Golpe de calor (principalmente no verão e nas raças braquicéfalas, como os Bulldogs Franceses por exemplo)
  • Metástases pulmonares ou tumor primário
  • Bronquite crónica
  • Acumulação de ar ou fluídos na cavidade torácica
  • Anemias severas
  • Doenças endócrinas

O que fazer?

Portanto, caso isto aconteça ao seu patudo, mantenha a calma! Eles sentem muito a nossa ansiedade e o nosso stress, e apesar de ser difícil, perto dele tente parecer  relaxado e transporte-o de forma tranquila e segura (idealmente com a cabeça ligeiramente levantada) até ao Médico Veterinário, pois trata-se de uma urgência médica e ele precisa de ajuda!

Ana Pinto

Médica Veterinária de Animais de Companhia

Próximo artigo

Chevron Icon

PARTILHE SE GOSTOU!

Facebook IconTwitter IconChain Icon

O melhor para o seu cão

Alimentação saudável entregue à sua porta

A Barkyn entrega ração adaptada às necessidades do seu cão acompanhamento de um veterinário dedicado. Simule agora!

Começar agora
15%
desconto na 1ª encomenda

© Barkyn, Lda. NIF: 514259426 - Love for your dog 2021

VisaCard Icon
MasterCard Icon
PaypalFooter Icon
  • Ajuda
  • Emprego
  • Privacidade
  • Loja