Que tipo de peixes é que o meu cão pode comer?

Os cães podem comer peixe?

Sim! Atualmente são conhecidos os benefícios do consumo de peixe pelos nossos cães. Embora sejam raros os problemas associados ao consumo de peixe, exceto em casos de animais alérgicos, é recomendado aconselhar-se junto do seu Médico Veterinário se o seu cão está apto para tal.

A oferta de alimento caseiro nunca deve ser feita em simultâneo com a de ração, por isso é importante separar as refeições.

Que benefícios traz o peixe para a saúde dos cães?

Cada peixe tem as suas vantagens específicas! Contudo, é transversal a todos eles o seu elevado teor proteico!

  • Peixes brancos (bacalhau, pescada) têm um teor em gordura mais baixo do que os peixes gordos, por isso tornam-se melhor opção em animais com excesso de peso ou em seniores. Além disso, são ricos em minerais (cálcio e fósforo) e vitaminas (A, B3, B9 e B12) importantes para manter a saúde dos nossos melhores amigos de 4 patas.
  • Peixes gordos (sardinha, salmão, atum), como referido anteriormente, apresentam níveis de gordura mais elevados, mas são maioritariamente ácidos gordos, nomeadamente os ómegas 3 e 6. Ambos os ómegas são extremamente benéficos, sobretudo para manter uma pele equilibrada e pêlo de boa qualidade, mas também para prevenir alterações cardiovasculares e articulares. Estes peixes também contêm vitaminas (A, B1, B2, B3, B12 e D). Dos peixes gordos, o mais recomendável é o salmão.

Que peixes pode o meu cão comer?

  • Atum
  • Bacalhau
  • Salmão
  • Sardinha
  • Pescada

Como posso oferecer peixe ao meu cão?

Os peixes podem ser oferecidos cozinhados (preferencialmente cozido e não frito), crus (nos casos de dieta BARF) ou através de rações com base em proteína de peixe.

  • No caso de optar por cozer o peixe, recomenda-se uma cozedura a baixas temperaturas para ele não perder as suas propriedades. Desta forma, é servido semi-cozido e preferencialmente desfiado, sem espinhas!
  • Para os adeptos da dieta BARF (Biologically Apropriate Raw Food), na qual o peixe é servido cru, é de extrema importância privilegiar o método de conservação para evitar riscos associados.
  • Os tutores que dão preferência a uma dieta à base de ração seca ou húmida, existem sempre as opções de proteínas de peixe, sobretudo o salmão.

Qualquer que seja o método alimentar escolhido para o seu patudo, deverá aconselhar-se primeiramente com o seu Médico Veterinário. O processo de escolha de um alimento é complexo e depende de variados fatores, os quais devem sempre ter-se em consideração para que tudo corra pelo melhor 🙂

Ana Pinto

Médica Veterinária de Animais de Companhia

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *