O meu cão engoliu um elástico do cabelo. E agora?

Os cães, além da sua alimentação normal, têm hábitos e instintos que devem ser satisfeitos. Quase todos os cães apreciam brinquedos / biscoitos que possam roer e que lhes dê alguma “luta”.

Mas há animais que além de roer ossos e brinquedos, têm tendência a comer objetos mais estranhos: madeira, caroços, corda, pedras e até mesmo elásticos do cabelo.

Em animais indoor, a ingestão de elásticos do cabelo acaba por ser bastante comum.

Mal qual o risco inerente à ingestão de um elástico do cabelo?

Qualquer corpo estranho que seja ingerido tem o potencial de causar aquilo que se designa por: obstrução intestinal. Claro que há vários fatores a ter em conta: o tamanho do elástico ou do corpo estranho ingerido relativamente ao animal, a quantidade ingerida, e o próprio material do objeto ingerido. Objetos lineares como fios, elásticos ou cordas têm normalmente um risco acrescido por causar obstrução associada a enrugamento intestinal.

No entanto, se for um objeto muito pequeno e isolado, pode passar por todo o trato intestinal e sair sem problema.

Ao risco de obstrução, acrescenta-se riscos de erosão ou escoriação do trato gastrointestinal associado à passagem destes materiais pela mucosa.

Assim, se desconfia que o seu cão ingeriu um único elástico do cabelo, ou vários, deve vigiar a sua atitude, vigiar fezes e garantir que o conteudo estranho é evacuado nas fezes dos próximos dias. Não obstante, se o seu patudo apresentar: vómito, prostração ou dificuldade em defecar deve ser avaliado pelo seu médico veterinário o mais rapidamente possível.

Em suma, e como diz o ditado: “prevenir é melhor do que remediar”. Evite deixar elásticos, e outras peças passiveis de serem ingeridas, em locais que o seu patudo possa alcançar! 😊

Helena Ferreira

Médica veterinária de animais de companhia

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *