O meu cão é sénior. Que ração devo escolher?

Quando considerar que um cão atingiu a idade sénior?

A idade em que um cão é considerado sénior/geriátrico é variável, dependendo da raça em questão. Um cão pode ser considerado sénior na altura em que já viveu aproximadamente 75% do tempo face à esperança média de vida para o tipo de cão em questão – cães de raças gigantes têm uma esperança média de vida menor em comparação com cães de raça pequena.
Em média, um cão é considerado sénior a partir dos 8 anos de idade.

 

Quais as patologias que aparecem com mais frequência na idade sénior?

Osteoartrite, disfunção cognitiva, doença renal crónica, neoplasia.

 

Pontos importantes na dieta de cães sénior

  • Cães com idade sénior têm necessidades nutricionais diferentes de cães jovens e adultos e, portanto, a alimentação deve ser ajustada a essas necessidades.
  • Os requerimentos energéticos diminuem com o avanço da idade, mas a quantidade de proteína incorporada deve aumentar. Para além disso, há maneios nutricionais que podem ser ajustados para conseguir retardar o aparecimento de patologias que previamente se sabe que aparecem frequentemente com o avanço da idade.
  • Cães em idade sénior não devem engordar e, ao mesmo tempo, não devem perder massa muscular magra. A obesidade em cães mais velhos promove o desgaste das articulações e coloca o organismo em stress oxidativo. Dietas com requerimento energético menor mas com uma percentagem proteica maior, baixas em gordura e com uma boa incorporação de fibra podem ajudar.

 

Qual a composição que um dono deve procurar para encontrar a dieta ideal?

Cães sénior necessitam de dietas com mais proteína (de qualidade nutricional elevada) comparativamente a cães adultos. A incorporação de ácidos gordos ómega-3 e de componentes antioxidantes (vitamina C e E, L-carnitina e inclusão de frutas e legumes), embora não esteja comprovado que diminua significativamente os processos degenerativos que aparecem com o aumentar da idade, podem ajudar a atrasar a sua progressão e a aumentar a capacidade cognitiva.

Também a incorporação de condroprotetores (glucosamina e condroitina) é importante na alimentação sénior, por trazerem benefícios na proteção articular. A atuação  destes dois suplementos é potenciada pela incorporação de ácidos gordos ómega-3 na dieta.

 

É necessário aconselhamento técnico veterinário?

É ideal ter sempre aconselhamento veterinário, principalmente em questões tão subjetivas quanto esta.

A idade sénior não é estática e varia de animal para animal, consoante o seu estado clínico e fisiológico e a esperança média de vida – perante isso, convém ser o veterinário a indicar a altura correta para a mudança da alimentação.

Daniela Leal
Médica Veterinária de Animais de Companhia

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *