Hérnias discais em cães de raça Teckel

Como é constituída a coluna vertebral?

A coluna vertebral é constituída por pequenos ossos – as vértebras, que circulam e protegem a medula vertebral. Entre as vértebras encontram-se os discos intervertebrais, cujo a função é amortecer o impacto entre elas.

Disco vertebral é constituídos:

  • Parte externa – anel fibroso;
  • Parte interna, de consistência gelatinosa – núcleo pulposo.

 

O que é uma hérnia?

É um deslocamento do disco vertebral sobre o ligamento dorsal e a medula
vertebral, que ocorre devido a uma pressão induzida nessa zona.

 

Existem vários tipo de hérnias discais?

Sim, podemos classifica-las em 2 tipos:

  • Tipo I – o núcleo pulposo sofre um processo de mineralização e calcifica.
    Pode resultar de movimentos bruscos ou ocorrer de forma espontânea, provocando uma deslocação do núcleo pulposo, que agora se encontra mais duro (devido à calcificação) para fora do anel fibroso. Quando o deslocamento é dorsal, há uma compressão do ligamento longitudinal dorsal que é particularmente rico em nervos sensitivos provocando uma dor intensa;
  • Tipo II – é um processo degenerativo e de carácter mais lento. O anel fibroso sofre um colapso e desloca-se dorsalmente. É uma condição crónica que conduz a dor e compressão medular. Mais frequente em raças grandes.

 

Qual tipo de hérnia mais comum nos Teckel?

As hérnias de tipo I, geralmente na zona toracolombar (dorso).

 

Quais os sinais clínicos que pode apresentar o meu Teckel em caso de hérnia discal?

Como geralmente é um processo agudo, o sinal mais representativo é a dor intensa. Pode estar mais sensível ao toque, principalmente na zona da hérnia.

Apresentar relutância ao movimento, evitar subir/descer escadas. Pode ainda sofrer alterações neurológicos como fraqueza, incapacidade de locomoção, dificuldade na micção ou defecação.

 

Com que idade podem surgir as hérnias?

Entre 2-6 anos. No entanto nos Teckel pode ocorrer mineralização do núcleo
pulposo nos primeiros meses de vida e desenvolver hérnias entre 1-2 anos de
idade.

 

O que devo fazer se suspeitar que meu Teckel tem um hérnia discal?

Evitar movimentos bruscos de forma a não agravar a dor. Ter um cuidado
especial na manipulação do animal porque pode apresentar um comportamento agressivo devido à dor intensa. Levá-lo ao seu médico veterinário com maior brevidade.

 

Como é realizado o diagnóstico?

O médico veterinário realiza um exame neurológico para avaliar a severidade da hérnia. O Raio-x é importante para descartar lesões óbvias como fraturas e
luxações vertebrais e a presença de calcificações e/ou colapso entre o espaço
vertebral, que aumentam a suspeita de hérnia. No entanto, o diagnóstico
definitivo é realizado por ressonância magnética (RM) ou tomografia axial
computorizada (TAC), essencial em caso de tratamento cirúrgico.

 

Existe tratamento?

Sim, a abordagem terapêutica varia de acordo com a severidade da hérnia e a dor do paciente – tratamento médico ou tratamento cirúrgico.

 

Deverá ser internado?

Num fase inicial é aconselhado o internamento para um melhor controlo da dor, com medicação injetável e repouso em jaula, de forma a limitar os movimentos.

 

O tratamento cirúrgico é sempre obrigatório?

Não, nem todos os animais são candidatos cirúrgicos, o critério varia de acordo com as alterações neurológicas e a intensidade da dor. Animais que não ambulatórios (que não andam) têm melhor taxa de recuperação após o
tratamento cirúrgico.

 

Em que consiste o tratamento médico?

Controlo de dor e da inflamação através de medicamentos como anti-
inflamatórios não esteroides ou anti-inflamatórios esteroides, relaxantes
musculares e analgésicos e repouso.

 

Deverá realizar sessões de fisioterapia?

A fisioterapia poderá ser benéfica na recuperação, existindo várias alternativas de acordo com prescrição do médico:

  • Packs de gelo para aliviar a inflamação;
  • Massagens e estimulação sensorial;
  • Acupunctura veterinária.

 

Poderá voltar a ter uma vida normal?

Geralmente é recomendado um período de 3 semanas de repouso, com
recuperação gradual da atividade física normal.
Posso evitar que meu Teckel tenha uma hérnia discal? Como?

  • Evitar saltos e movimentos bruscos;
  • Evitar uso de coleira para não aumentar a tensão cervical – em alternativa
    o peitoral;
  • Controlar a ração fornecida – o excesso de peso aumento o risco de
    doença do disco vertebral.

 

Filipa Calejo
Médica Veterinária de Animais de Companhia

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *