Ensinar o meu cão a andar sem trela: passo a passo

Ensinar o seu cão  a andar sem trela é um passo avançado de um processo de treino, o que significa que para chegar a essa fase, o nosso patudo já deve dominar os comandos básicos, como sentar, ficar, rolar, obedecer ao chamamento, etc. Só quando estiver totalmente confiante de que o seu cão responde a estes comandos é que deve começar a explorar os passeios sem trela.

  1. Assim, numa primeira fase é importante habituar o seu animal a andar com trela e a caminhar calmamente e sem puxar. Especialmente quando eles são cachorros, é importante que se habitue a todos os estímulos das pessoas e do ambiente que o rodeia. Com trela é mais fácil  corrigir comportamentos e é mais seguro quando ainda existe o risco de ele se distrair e perder o foco.
  2. Depois de ensinar os comandos básicos e de tornar o uso da trela rotineiro, podemos iniciar o treino de passeio sem trela. Este deve ser feito num espaço seguro, longe de ruas movimentadas ou com  muitos carros, e num local preferencialmente vedado de forma a que ele não se perca nem fuja em caso extremo.
  3. Devemos começar com a trela e tentar executar comandos durante o passeio. Senta, fica, rebola, etc. Depois devemos tentar repetir os mesmos sem trela mas durante períodos curtos, por exemplo 10 minutos e recolocando a trela a seguir. Evitando sempre que ele se distancie muito de si.
  4. Aos poucos devemos permitir que ele se distancie, mas sem  o perder de vista. Devemos consecutivamente chama-lo pelo nome e fazê-lo aproximar-se, e  ,se tudo for feito corretamente, diga palavras de elogio e ofereça uma recompensa como um biscoito.

Esse sistema de recompensa deverá consistente, já que no treino de um cão, a consistência e a repetição são a chave do sucesso.

Assim que o cachorro aprender a vir quando chamado, é importante começar a treinar que ele responda aos comandos sem o ver, apenas pelo som. Pode ser ir “escondendo” no parque mantendo sempre vigilância sobre ele, para que se habitue a estar atento a comandos por voz e a não se sentir inseguro por não o ver. Este treino vai permitir que ele possa se afastar mais de forma segura.

À medida que o canino vai aprendendo a obedecer e respeitar os comandos, pode, progressivamente  começar a levá-lo a parques cada vez maiores e com mais estímulos : mais pessoas, outros animais, etc.

De salientar que os nossos patudos só devem andar soltos em zonas próprias e seguras, e que na via pública não deixa de ser obrigatório e mais seguro andarem sempre com a trela colocada. Por isso, até chegar aos locais pretendidos, deve levá-lo pela trela.

Bons passeios!

Helena Ferreira

Médica veterinária de Animais de Companhia

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *