Encontros românticos para cães: quais as app do momento?

Os cães são monogâmicos?

Os cães são animais domesticados e, como tal, têm pouco tempo para “namorar”. São apaixonados, na sua maioria, pelos donos com quem vivem. Na verdade, o seu comportamento na natureza nunca se aproximou à monogamia. Contudo, existem algumas espécies que encaram o amor à semelhança dos humanos:

  • Pinguins;
  • Cavalos-marinhos;
  • Cisnes;
  • Macacos;
  • Coruja.

 

Apesar de não serem espécies monogâmicas por definição, adoram socializar e receber muitos mimos. É importante estimular a socialização com elementos da mesma espécie e não só com seres humanos.

 

Quero que o meu patudo seja pai/mãe: como escolher o par ideal?

Se tem um cão de raça e o quer cruzar com um par da mesma raça, deve procurar um par que não tenha doenças diagnosticadas (para não promover a transmissão de doenças genéticas para a ninhada). Para além disso, é importante ter em atenção a idade do cão (idealmente entre os 2 e os 7 anos) e o estado de saúde geral.

Se não tem um cão de raça, pode cruzá-lo na mesma caso queira que ele tenha descendência e a casa cheia de cachorros  😊. Aqui deve ter em atenção o pontos anteriores e, para além desses, é necessário garantir que a fêmea e o macho têm características e tamanhos semelhantes.

 

Que aplicações existem para ajudar os donos de cães a encontrarem o par ideal?

  • Tindog – Um género de tinder para cães. Pode utilizar a aplicação para encontrar o par ideal, seja para acasalar seja para arranjar um namorado ou amigo para a vida!
  • AmaPets – “Ajude o seu animal a encontrar o par ideal”, é o slogan da aplicação. Para além de encontrar informações sobre outros cães que façam o “match” com o seu patudo, poderá criar um perfil para o seu amigo e esperar que apareçam interessados em conhecê-lo!

O encontro entre animais deve ser visto como uma forma de aumentar a socialização entre amigos de quatro patas e também entre donos. A reprodução é algo normal e natural em todas as espécies, e não deve ser praticada de forma “descontrolada”.

 

Patrícia Cardoso

Dona da Kia

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *