10 raças de cães médios

Beagle

Dóceis e excelentes companheiros, são uma das raças mais comuns nas nossas ruas. Comilões e sempre prontos para uma brincadeira, o Beagle tem muita energia para gastar. Têm o pelo curto e normalmente de três cores (branco, preto e castanho) e orelhas compridas, criando uma empatia desde pequenos.

Cocker Spaniel

Leais e alegres, são uma raça muito escolhida por famílias com crianças e jovens. De orelhas longas e pelo comprido, podem ser pretos, castanhos ou beges. Tem sido também usados como cão guia, são facilmente treinados.

Bulldog Francês

Uma das raças do momento: brincalhões e muito dóceis, fazem as delícias dos mais novos e dos mais graúdos também. Adoram uma excelente brincadeira mas também um descanso de herói. De orelhas arrebitadas e focinho de forma braquicefálica, eles podem ter várias cores do seu pelo curto: branco e preto, castanho, cinzento (blue), tigrado, entre outros.

Bull Terrier

Excelentes companheiros de corrida e com uma postura forte, são uma raça procurada por algumas famílias. Têm pelo curto e branco e uma conformação de cabeça muito diferente do habitual. De treino geralmente fácil, deve ser imposta disciplina desde cedo.

Galgo

Sereno e muito equilibrado, são uma excelente companhia em apartamento. Gostam do exercício ao ar livre e o treino desde cedo não é difícil e ajudará muito a enfrentar alguns receios. Têm uma forma corporal muito elegante e diferente do comum, conseguindo atingir velocidades incríveis em corrida.

Basset Hound

Com paciência e bondade que nunca acabam, o Basset Hound é um ótimo companheiro de apartamento. De temperamento dócil e teimoso, deve ser treinado desde cedo a obedecer aos nossos comandos. Normalmente são brancos, castanhos e pretos, com um corpo “esticado” e orelhas pendulares, o que os torna tão particulares.

Podengo Português

Extremamente dóceis e dotados de excelente olfato, continuam a ser bastante usados na caça. Pode ter pêlo cerdoso comprido ou mais curto e são uns excelentes parceiros de momentos quer no exterior, quer dentro das quatro paredes.

Epagneul Breton

Muito inteligentes e meigos, são muito usados na caça. Têm facilidade de aprendizagem por isso não é difícil treiná-los. Adoram crianças e estão sempre a inventar uma nova brincadeira. De orelhas pendulares e pêlo de comprimento médio, podem ter várias comer como branco e castanho, branco e preto, entre outros.

Shar-pei

Conhecido pelas suas rugas, tem um temperamento vincado e costumam ser dócil com crianças. Devem ser treinados desde cedo porque podem revelar-se bem teimosos. Têm pêlo curto e podem ter várias tonalidades como preto, castanho, bege entre outros.

Border Collie

Extremamente dóceis e inteligentes, os Border Collies são facilmente treinados e habituados a viver em família num apartamento. Gostam do seu passeio na rua, entrando por brincadeiras com outros cães uma vez que são muito sociáveis. De pelo comprido e normalmente de tonalidade preta e branca, têm um rosto que cria muita empatia.

 

Um cão de porte médio satisfaz os desejos gerais de uma família: facilidade em adaptar-se a apartamento mas também com boa atividade e energia para gastar. Tornam-se excelentes amigos e companheiros de atividades inesquecíveis, quer seja um grande passeio ao ar livre, quer uma boa soneca no sofá.

Joana Silva

Médica Veterinária

10 cães de raça pequena

1-Pug

O Pug é um raça cada vez mais conhecida! É o cão ideal para um apartamento pequeno, mas é um patudo que devido ao seu focinho achatado ressona bastante e é necessário ter isso em consideração no momento de o tornar o seu companheiro de vida

 2Chihuahua

O Chihuahua é das raças mais pequenas que existem por isso em qualquer ele conseguirá ficar confortável. A sua energia não tem fim, no entanto com alguns passeios conseguirá mantê-lo mais calmo e distraído.

3-Yorkshire Terrier

Uma raça muito conhecida por todos, é um cão muito apreciado pelo seu tamanho e pelo facto do seu pêlo não cair. São cães que adoram brincar e são perfeitos para quem tem crianças!

4-Jack Russel

Para além do seu tamanho, os Jack Russel são cães extremamente sociáveis e muito inteligentes. Apesar de terem muita energia, podem ser treinados para que consigam ficar calmos num apartamento. No entanto, será importante que seja passeado várias vezes por dia para desgastar a sua energia.

5-Lhasa Apso

Os Lhasa-Apso são pequenos companheiros de 4 patas que adoram ficar no seu canto a dormir. São cães muito fieis ao dono e tem um grande sentido de proteção. O seu pêlo necessita de bastante manutenção para que mantenha bonito e comprido.

6-Bulldog Frânces

A popularidade dos Bulldog Francês está espalhada por todo o mundo. São cães calmos e muito carinhosos. Adoram passar tempo a brincar com o seu dono mas uma boa soneca é sempre uma excelente ideia. Devido ao seu característicos.

7-West Highland White Terrier

Esta raça apesar do seu porte pequeno tem uma constituição muito robusta. Adoram passeios calmos mas podem ser longos, graças à sua resistência física. São extremante sociáveis e dóceis.

8-Shit-zu

Muito parecidos com os Lhasa-Apso, mas bastante mais preguiçosos. Não são cães de grandes passeios, sendo ideais para apartamento. De uma doçura e simpatia enormes! Adoram crianças e outros cães. O seu pêlo requer uma escovagem diária mas a sua queda é praticamente inexistente.

9-Cavalier King Charles

É uma raça que cativa só pelo seu olhar tão meigo. São cães que são indicados para toda a família pois adoram crianças e pessoas idosas. Não estranham ninguém, pedindo mimos a todo o tempo.

10-Pinscher

Os Pinscher são conhecidos em todo o mundo pelo seu ladrar tão constante. Apesar de muito pequenos têm um grande sentido de proteção dos seus donos estando alerta a todo o momento. Não se deixe enganar pelo seu tamanho! Se tiver liberdade, verá a quantidade de energia que o cão tão pequeno pode ter.

Sofia Galiza 

Médica Veterinária de Animais de Companhia

 

Como voltar à rotina com o seu cão depois da quarentena

Ao contrário de nós, os nossos cães adoraram esta nossa nova rotina com toda a atenção e tempo para eles. Mas com o regresso à realidade anterior é fundamental que as coisas sejam feitas de forma calma e progressiva.

Se o seu patudo estiver habituado a estar sozinho não irá ficar tão “stressado” quando tiver que sair para ir trabalhar. No entanto, é importante que o vá habituando a ficar mais tempo sem si! Para isso, deverá acostumá-lo a ficar no espaço dele, sem ninguém por perto. Comece por deixá-lo 30 minutos, no dia seguinte 1 hora e assim sucessivamente. Não se esqueça de o recompensar sempre que fica sossegado!

Em casos de cães que sempre tiveram dificuldade em separar-se dos donos ou têm tendência a destruir tudo à sua volta quando estão sozinhos, ainda mais calma terá que ter! O processo de “desmame do dono” será o mesmo, mas com alguns cuidados extra, nomeadamente: deixar brinquedos de estimulação mental! Estes brinquedos vão ser desafiantes e irão distraí-los de forma a que o tempo passe e não destruam nada em seu redor. Mas atenção! Não deixe sempre os mesmos brinquedos, nem todos ao mesmo tempo para que o seu cão não perca o interesse 🙂

Além disso, para que o nosso amigo fique calmo durante várias horas é preciso que esteja cansado. Ou seja, antes de ir trabalhar passeie o seu companheiro o tempo que for preciso para que gaste a sua energia e durma quando chegar a casa. O ideal será dar-lhe a refeição antes de sair para passear para que possa fazer as suas necessidades no exterior e não tenha uma surpresa ao chegar a casa!

Com a chegada a casa, chegou a hora do mimo! Ao ver que se portou bem e esteve calmo, reforce-o com carinhos e alguma guloseima. No entanto, se ao chegar a casa e alguma coisa tiver corrido mal, não desanime. Repita o processo com outros brinquedos ou até com mais um brinquedo para que possa escolher! Evite zangar-se ou ralhar-lhe pois ele não irá compreender o que fez de errado aquando a sua chegada. Com tempo e paciência tudo correrá da melhor forma!

Uma dica extra é deixar alguma televisão ligada para que possa ouvir sons parecidos com os que ouvia quando os donos estavam em casa. Poderá ajudar a deixá-lo mais calmo!

Para que tudo volte ao normal o seu amigo precisa de si! Com carinho e paciência tudo correrá bem.

Sofia Galiza

Médica Veterinária de Animais de Companhia

Nomes originais para cães

Na escolha do nome ideal para o nosso cão , há várias fontes de inspiração que podemos ter em conta. Figuras e nomes do desporto, da sétima arte, heróis, personalidades históricas ou fictícias são alguns exemplos. Nomes de pessoas também não são incomuns, assim como estrangeirismos.

No que toca a nomes para os nossos patudinhos,  “O céu é o limite” e a diversidade de escolha é, por vezes desafiante.

Neste artigo deixamos algumas sugestões de nomes, organizados de forma alfabética:

Nomes de cachorros com a letra A

Agatha  Akira   Aladim  Alcapone

Alf  Alpha  Andy  Angel  Anita

Anubis  Anuska  Apolo

Aramis   Argos  Amélie   Artêmis

Aruk   Astor  Astra   Athena

Atena  Athila   Athos   Axel    Arya

 

Nomes de cachorros com a letra B

Babalu   Babucha   Baby   Bacco   Bacon

Bali   Balu   Bambam    Bambi

Banzé   Barbie  Barney   Bart

Baruk  Benji    Benson

Bernardo  Berry   Bia   Bianca

Bidu   Bill   Billy    Bilu

Bimbo  Bingo    Biscoito

Blanch   Bob   Bobby   Bogus

Bolinha  Bolota   Boneca  Bongo  Bonny

Boomer   Bóris   Boss   Boy

Branco(a)   Brenda   Brigite

Brisa  Bruce   Bryan   Buba

Buddy   Buffy   Buggy   Bunny

 

Nomes de cachorros com a letra C

Cacau Caco Café Candy Capitu

Carol Cassius Catarina Catita Catito

Cebolinha Ceci César Chaplin Charles

Charlie Cherry Cheyenne Chiclete Chico

Chiquinha Chiquita Chocotone Chokito Chuca

Chucky Chumbinho Chuvisco Cindy Clara

Coca Cocada Colosso Cometa Conan

Cookie Costelinha Cowboy  Cristiano

Nomes de cachorros com a letra D

Dallas Dandy Danger Danny Dara

Darling Darwim Dasha Debby Dedé

Dexter Diana Dick Digo Dina Dinamite

Dingo Dolly Doris Dotty Draco Dragon

Duck Dudinha Dudu Dunga Duqueza, Duque

 

Nomes de cachorros com a letra E

Ed Eddie Eloy Elvis Emma

Enzo Etti Eva Evelyn

Elisa   Esperança    Estrelinha  Éster

Éder   Eva

 

Nomes de cachorros com a letra F

Fadinha Fafá Fanny Feijão Félix

Fênix Fifi  Filó Fininha Fink

Flag Flash Flexa Flofy Floquinho

Foquinha  Francis Franscisco

Franz Fred Freddy Frida Fritz

Fofinha  Frodo  Ferdinando  Figo

Nomes de cachorros com a letra G

Gaby Galego Galileu Gana Garfield

Gatão Gaya Ghost Gi Giga Ginger

Gisela Golias Gorda Gordo Grace

Greco Gretha Guerra Guerreiro Guga

 

Nomes de cachorros com a letra H

Habiba Haiat Half Hammer Hana

Hans Happy Haven Hebe Hebert

Helena Helga Hera Hilary Hinna

Honey Hook Horus Host Huck Hugo

 

Nomes de cachorros com a letra I

Igor Inês Ingrid Iris Isabela

Isis Isolda Iuli Iury Ivan Iza

 

Nomes de cachorros com a letra J

Jack Jady Jaffar Janjão Janne

Jasmim Jason Java Jedi Jerry

Jessie Jimmy Joca Joe Johnny

Jor-El Jr Juju Jujuba Jully Juquinha

 

Nomes de cachorros com a letra K

Kadu Kafú Kaiser Kako Kal-El

Kallinda Kauê Kay Kelly Kevin Kika

Kiko Killer Kim Kimberly Kinder

King Kirk Krypto Kyara Khaleesi

 

Nomes de cachorros com a letra L

Lady Laika Laila Lala Lana

Lara Lassie Leka Leo Lili

Lilica Lily Linda Lion Lisa

Lobo Logan Lohan Lorayne Lord

Luana Luar Luau Luck Lucy Ludovico

Ludy Luke Lully Lulu Luma Luna

 

Nomes de cachorros com a letra M

Mack Mackenzie Madonna Magali Magoo

Malu Mamute Marcel Margot Marrom

Mascote Max Meg Mel Merry Mickey

Mike Mille Mina Minie Minuxa

Miuka Miuxa Moa Molly Mony Moon

 

Nomes de cachorros com a letra N

Nanico Nanny Napoleão Natasha Negão

Nego Nero Nescau Nestor Neve

Nick Nicole Nicoly Nikita Nina

Nino Noel Nully Nuno

 

Nomes de cachorros com a letra O

Odin Okla Oliver Olívia Orca

Orpheu Oscar Osiris Otto Ozzy

 

Nomes de cachorros com a letra P

Pajé Paloma Panda Pandora Pantera

Paquita Patty Pedrita Pelé Penélope

Penny Pepeu Perry Perseu Perycles

Peter Phoebe Pierre Pingo Pink

Pipoca Pirata Pitoco Pluto Pompom

Pongo Popeye Popó Porsche Potter

Preta Preto Puff Pumpido Puppy

 

Nomes de cachorros com a letra Q

Queen Quica Quicky Quincas Quindim Quixote

 

Nomes de cachorros com a letra R

Radar Raicow Raoni Raul Ray

Rayka Rei Rex Richard Rick

Ringo Robin Ruffus Russo Rusty

 

Nomes de cachorros com a letra S

Sabrina Sacha Saddam Sally Samantha

Samy Sandy Sansão Sarah Satã

Saymon Scar Scarlett Scary Scott

Sebastian   Sebastião Shadow Shake Shana Sharon

Shazam Shenna Sherlock Sherry Shiva

Shivan Silverado Simbad Sivuca Skip

Slash Slink Slot Smart Sniff

Snoopy Snow Sombra Sophia Sparky

Spike Sultão Sushi

 

Nomes de cachorros com a letra T

Tainá Talita Tambor Tango Tasha

Tatty Taurus  Teco

Teddy Teka Tekila Tequila Terry

Thabata Thor Tiazinha Tico Tieta

Tigger Tobby Tobias Toddy Tommy

Toro Toru Totó Tubarão Tucho

Tupã Turco Turquesa Tutti Tutty

Tutu Typpi Tyson

 

Nomes de cachorros com a letra U

Ulisses Ulla Ully Uriel Ursinho Urso

 

Nomes de cachorros com a letra V

Vadão Vany Vavá Venus Veruska

Vick Vida Viking Vivi Vulcano   Vettel

 

Nomes de cachorros com a letra W

Wally Wendy West Whisky Will Willie

Willy Wilza Windy Wishbone Wolf Woody

William  Walter

 

Nomes de cachorros com a letra X

Xana Xandy Xêna Xênia Xica Xingu Xuxa

 

Nomes de cachorros com a letra Y

Yan Yankee Yara Yasmim Ygor

Yoko Yonny Yuppi Yuri

 

Nomes de cachorros com a letra Z

Zaira Zandor Zazá Zeca Zefa

Zelda Zero Zetti Zeus Zezinho

Zico Zizi Zork Zorro Zulu

Helena Ferreira

Médica veterinária de Animais de Companhia

Os cães gostam da música?

Pode parecer estranho, mas há também vários estudos sobre o efeito da música nos cães e nos gatos. Em particular, é a música clássica que tem os maiores efeitos calmantes nos cães, que não se encontram em melodias como a pop ou canções comerciais em geral. Os resultados do estudo mostram como a música clássica, combinada com os sons típicos da natureza (chilrear, água corrente, etc.), são interpretados pelo ouvido do cão como uma verdadeira conversa entre humanos.

 

Por outro lado ,um estudo de origem americana observou a resposta clínica dos cachorros submetidos a “terapias musicais” e os resultados parecem mostrar uma diminuição do ritmo cardíaco, especialmente com notas tocadas com harpa. Isto significa que seria muito útil utilizar esta estratégia para acostumar o cão desde cachorro aos ruídos, e também para evitar eventos stressantes relacionados com sirenes, fogos de artifício, eventos desportivos, etc.

 

Por último, a Spotify, com base em alguns estudos realizados pela Universidade de Glasgow e em colaboração com um canil localizado na Alemanha, criou o Adoptify, um curioso projecto que associa cães em busca de família com potenciais futuros donos, de acordo com os seus respectivos gostos musicais. É isso mesmo! Segundo o Professor Neil Evans, coordenador do projecto, o reggae e o soft rock são os géneros mais apreciados pelos cães, pelo menos em relação às mudanças de comportamento dos nossos amigos de quatro patas.

 

Quem de nós poderia alguma vez esquecer o mais famoso São Bernardo na história do cinema que ladra (e por isso tem o nome do famoso compositor) quando tocam as primeiras notas de Beethowen? Ou, mais recentemente, o muito simpático Michelangelo, o gigantesco vadio branco co-estrela do filme Pixar Pets (e Pets 2), que se diverte com música heavy metal quando o seu dono sai da casa?

 

E por isso, sabe o que fizemos? Criamos uma lista de músicas no Spotify, com a ajuda dos nossos clientes, dedicadas a todos os patudos.

Tudo o que precisa de saber sobre o Labrador

  • Aparência física do Labrador

Os Labradores são cães muito compactos, apresentam um crânio e peito largos, e pescoço musculoso. A sua pelagem é curta, mas bastante densa, existindo uma camada de subpêlo impermeável, que lhes permite suportarem mais tempo dentro de água, onde as suas caudas robustas funcionam como leme.

Macho

Altura do garrote: 56 a 60 cm

Peso: 28 a 40 Kg

Fêmea

Altura do garrote: 54 a 58 cm

Peso: 25 a 35 Kg

Cores de pelagem

Existem três cores, nomeadamente preto (cor dominante), castanho e amarelo.

De que cor poderá ser o seu cachorro Labrador?

De uma forma muito sucinta, seguem alguns exemplos de acasalamentos:

  1. Entre pretos puros, só nascerão filhotes pretos.
  2. Entre pretos (com o gene da cor amarela) e amarelos nascerão cachorros pretos e/ou amarelos.
  3. Entre amarelos, nascerão cães amarelos.
  4. Entre pretos (com o gene de cor castanha) e castanhos, nascerão cachorros pretos e/ou castanhos.
  5. Entre castanhos, nascerão cães castanhos
  • Personalidade/Temperamento do Labrador

O Labrador é uma raça bastante equilibrada, inteligente, brincalhona, dócil e fácil de educar/treinar. São cães que estão sempre aptos para nadar, brincar e caminhar na companhia do seu tutor! A maioria destes cães também adora crianças! Por isso, se procura uma companhia leal e afectuosa, é neles que a vai encontrar!

Destacam-se como óptimos cães de família, no entanto, embora aprendam com facilidade e rapidez, requerem um treino firme, dada a sua teimosia. Além disso, detestam estar sozinhos e têm uma energia inesgotável, pelo que necessitam de uma boa dose de exercício diário.

Perante as suas características, são procurados muitas vezes para desempenhar funções de trabalho, como cães polícia ou cães-guia.

  • Origem da raça

Acredita-se que os Labradores Retriever tenham origem na costa da Terra Nova, no Canadá, onde os pescadores os utilizavam para recuperar os peixes que saltavam das redes, puxando-as mesmo até terra. Daí o seu nome: “Labrador” pela província Canadiana do mesmo nome e “retriever” da palavra inglesa “retrieve”, que significa “recuperar”. As primeiras criações surgiram por parte dos britânicos, que ficaram fascinados, não só pela sua aparência como pela sua aptidão para a caça. Em 1903, a raça é finalmente reconhecida como independente pelo Kennel Club britânico, fazendo sucesso desde então. As cores amarela e castanha foram aceites para criação mais tarde, juntando-se assim à cor preta original.

  • Saúde e doenças hereditárias

Tal como outros cães de grande porte, os Labradores são predispostos a patologias articulares e ósseas, destacando-se a displasia do cotovelo e da anca, que têm componente hereditária. Podem efectuar-se radiografias para despiste, de forma a perceber se as doenças estão presentes e qual a sua gravidade. Os Médicos-Veterinários, aconselham sempre a realização destes exames quando termina o crescimento dos cães de raça Labrador.

Atrofia progressiva da retina e cataratas são duas doenças, também com componente hereditária, que podem surgir nos Labradores.

As otites são muito comuns nos cães desta raça, dada a conformação dos seus ouvidos, que favorece o crescimento bacteriano. Por isso, é recomendável a higienização do canal auricular com bastante frequência. Deve sempre solicitar ajuda ao seu Médico Veterinário para a escolha do produto de higiene adequado.

Obesidade! São cães muito gulosos, com tendência a comer em demasia e consequentemente a ganhar peso extra. É importante evitar a obesidade, não só recorrendo a exercício físico, mas também através de uma alimentação correcta e equilibrada!

  • Alimentação

Dado pertencerem a uma raça de grande porte, os cães Labrador, requerem uma alimentação exigente, capaz de satisfazer as suas necessidades nutricionais e energéticas. Selecionar uma ração de alta qualidade, com uma percentagem de proteína adequada, com variedade de nutrientes e de ingredientes de elevado valor biológico é o segredo! Além disto, é extremamente importante respeitar a quantidade diária recomendada para o alimento escolhido.

Sendo uma raça propensa a apresentar problemas de estômago, a ração deve ser dividida por 3 refeições ao longo do dia. É de evitar o exercício físico após a refeição, para prevenir a ocorrência de dilatação e torção gástricas, que são casos de extrema urgência!

  • Envelhecimento

Os avanços na Medicina Veterinária preventiva têm feito com que o tempo de vida dos nossos cães aumente, contudo após os 7 anos de idade, os Labradores são considerados seniores e os problemas começam a aparecer ou a agravar-se! É importante prevenir problemas ósseos e articulares, com recurso a condroprotetores e a ração específica para sénior, intensificar os cuidados de higiene tanto a nível de pelagem, de ouvidos e de dentição.

Nesta fase, merecem cuidados especiais e visitas mais frequentes ao Veterinário.

 

Ana Matias

Médica Veterinária

Chip dos Cães: guia sobre o que precisa de saber

O que é o chip dos cães?

O chip ou Microchip é um dispositivo electrónico, que tem como principal objetivo evitar o abandono animal! Como? Então… o chip permite, quando registado no sistema informático, estabelecer uma ligação entre o animal e o seu proprietário (nome completo, morada, número de BI, contacto), fazendo com que possa haver uma responsabilização no cumprimento dos parâmetros legais, sanitários e de bem-estar animal!

A sua aplicação é obrigatória em cães, gatos e furões!

Como se aplica? E como funciona?

O microchip deverá, segundo a lei, ser aplicado até aos 120 dias de vida ou até à perda dos dentes incisivos de leite (quando não é possível saber a data exata de nascimento). Se tiver um patudo adulto sem microchip marque uma consulta de forma a colocar tudo em dia!

Este pequeno dispositivo (do tamanho de um grão de arroz) está associado a um número (número de microchip) e é colocado na face esquerda do pescoço dos nossos patudos. Este número será registado no Sistema Informático de Animais de Companhia  (SIAC) juntamente com todos os dados do proprietário. O número de microchip é verificado através de um dispositivo electrónico que lê o chip, o qual se encontra sob a pele dos nossos amigos de quatro patas.

O custo de colocar o microchip varia de sítio para sítio, mas deverá rondar os 15 euros!

Quais as vantagens dos chips nos cães?

  • Não é necessário substituir! Após a implantação do chip, este fica sob a pele a vida toda do nosso patudo!
  • Caso o animal fuja, será mais fácil de os reencontrar! Basta a pessoa que o encontrou dirigir-se a uma clínica/ hospital veterinário para que possam ler o chip, verificar se está registado e poderá, assim, entrar em contacto com o dono desse patudo !
  • Através do número de microchip conseguimos verificar se as vacinas da raiva estão em dia e que a esterilização foi realizada! O registo electrónico é feito pelo médico veterinário aquando a implantação (evitando que haja animais com microchip mas sem registo, que diminui a probabilidade de reencontro com o dono).

O chip é uma mais valia para protegermos os nossos companheiros caso se perca ou fuja! Não adie a sua colocação 🙂

Sofia Galiza

Médica Veterinária de Animais de Companhia

10 cães mais famosos dos desenhos animados

Cães famosos dos desenhos animados

  • Snoopy
    É o cão do Charlie Brown, apareceu pela primeira vez em 1950 em banda desenhada e é inspirado na raça Beagle. 2 anos após ter surgido pela primeira vez, o Snoopy ganhou algumas características como a locomoção bípede, começou a verbalizar os seus pensamentos e a entender tudo o que as outras personagens diziam. É famoso por dormir no telhado da sua casota.
  • Scooby Doo
    É o Dogue Alemão que fala e dá nome a uma das bandas desenhadas e desenhos animados mais conhecidos na nossa infância. Surgiu a primeira vez em 1969 e acompanha quatro detectives nas suas aventuras que chegam a ser perigosas. O seu nome completo é Scoobert-Doo e é famoso por ter medo da própria sombra: todos nos lembramos de ver o Scooby Doo no colo do seu dono Shaggy.

Cães famosos da Disney

  • Pluto e Pateta
    São provavelmente os cães mais famosos da Disney. Criado em 1930, o Pluto é a mascote do Mickey e é inspirado na raça Bloodhound: trapalhão mas muito companheiro, ajuda o Mickey nas suas aventuras. O Pateta, criado em 1932, é uma personagem com traços humanos e caninos. Tem alguns trabalhos a solo mas é mais conhecido por surgir ao lado de personagens como o Mickey e o Donald. O seu chapéu é peça essencial no “outfit” e todos o conhecem pela sua bondade e inocência que o tornam um cão capaz de arranjar alguns sarilhos.
  • Prenda e Pongo
    São o casal Dálmata mais sortudo da Disney: 101 dálmatas são os filhos da Prenda e do Pongo. Cruela de Vil tem o sonho de confecionar roupas com pele de Dálmata e descobre que a sua amiga Anita e marido Roger são os donos deste casal. Começa assim uma caça a este clã que faz de tudo para não ser apanhado pela vilã.
  • Lady e Tramp
    A Lady é a Cocker Spaniel de uma família aristocrata e cruza a sua vida com o Tramp, um cão da rua, quando tem que fugir da casa de uma familiar a quem foi deixada durante as férias dos seus donos. Com mais dois amigos caninos, passam algumas aventuras até que Lady volta para os seus donos, que depois adoptam também Tramp. O filme data de 1955 e é mais conhecido aqui em Portugal por “A Dama e o Vagabundo”, tendo tido um novo lançamento em 1997.
  • Bolt
    Inspirado no Pastor Branco Americano, o Bolt e a sua amiga Penny fazem parte de uma série de TV em que o ele tem superpoderes. Bolt está convencido na vida real que tem superpoderes e só quando viaja para Nova York é que acaba por perceber que não era aquela a vida real dele. Lá faz amizade com uma gata e um hamster que acabam no final por ser adoptados pela sua dona.
  • Dug
    É o Golden Retrivier do filme Up – Altamente! que data de 2009. Acompanha Carl Fredricksen e Russel nas suas infindáveis aventuras e consegue exteriorizar o que está a pensar, o que o torna uma personagem tão engraçada.

Cães famosos de carne e osso

  • Beethoven
    É o famoso São Bernardo que dá nome ao filme que data de 1992. Em cachorro, é roubado de uma loja de animais, conseguindo depois fugir dos ladrões e ir ter à casa daquela que se vem a tornar a sua família. O seu nome vem da altura em que uma das meninas da família toca no piano a 5ª sinfonia de Beethoven e o cachorro ladra acompanhando a melodia. Passa por alguns momentos tristes ao ver-se envolvido com pessoas que o querem usar para estudos, mas o doce Beethoven acaba por ser resgatado pela sua família humana que tanto gosta dele.
  • Rex
    O Pastor Alemão cão polícia cuja primeira aparição data de 1994. É famoso pela ajuda que presta nas investigações, sendo não só capaz de identificar vários detalhes que passam despercebidos e se vêm a tornar excelentes provas, como ajudar na detenção dos criminosos.
  • Marley
    Baseado numa história verídica, Marley é o Labrador que dá nome ao filme “Marley e Eu” que data de 2008. O seu nome é uma homenagem ao cantor Bob Marley e este cachorro vem a revelar-se impossível de treinar. Com os estragos que vai produzindo, vai sendo motivo dos artigos escritos pelo seu dono. Vai acompanhando as aventuras desta família e o nascimento dos filhos, sendo sempre um grande companheiro.

Em banda desenhada, desenho animados, filmes de animação ou filmes reais, os cães continuam a chegar a nós para nos lembrar que, apesar das suas traquinices, são de facto os nossos melhores amigos, com um amor incondicional para dar!

Joana Silva

Médica Veterinária

Qual é a coisa que o seu cão mais gosta de destruir?

São histórias reais, de patudos bem malandros que deram algumas dores de cabeça aos seus donos com as suas asneiras. Mas também uma recordação que sempre que se lembram ficam de sorriso na cara! 

Passamos a apresentar algumas histórias partilhadas com a equipa Barkyn:

 

“Além de comandos de televisão, meias, toalhas de casa de banho… A mais requintada foi roer a lente dos meus óculos sem destruir a armação!”

Zaida, a melhor amiga do Zazu

 

 

“O Poker roeu 4 pára-choques, 1 sistema de rega, 1 holofote, uma rede de piscina, uma bomba de encher pneus, 1 frasco de protetor solar cheio, uns quantos sapatos…
Tirando isso, nunca roeu os brinquedos dele!”

Margarida, a melhor amiga do Poker

 

 

“O Moka, com 6 meses, descobriu recentemente um passatempo incrivelmente divertido: arrancar o chão flutuante entre a casa de banho e o corredor.”

Ana, a melhor amiga do Moka

 

 

“O Spaike quando tinha um ano adorava arrancar pára-brisas dos carros…
Podem imaginar a nossa cara quando vimos ao acordar os carros sem pára-brisas. Conclusão: nunca mais deixamos os carros dentro de casa!”

Rita, a melhor amiga do Spaike

 

 

“A Jack sonha ser eletricista, mas até então as coisas não lhe correm tão bem quanto expectável…
As suas principais obras cá em casa foram roer os fios elétricos do frigorífico e do aquecedor.”

Ana, a melhor amiga da Jack

 

 

“A Kika tem um amor louco por meias…
Quando ela consegue chegar aos quartos dos miúdos e a vemos a correr pelas escadas para o jardim, tipo flecha, já sabemos que rapinou meias!”

Vânia, a melhor amiga da Kika

 

 

“Começamos a enumerar os seus feitos destruidores com nomes, como fazem em Game of Thrones: Joy, the Dog from Hell, Internet Smiter, Furniture Eater, All around Bad Girl.”

Bruno, o melhor amigo da Joy

 

“A Bolota há cerca de dois meses decidiu invadir o estojo de maquilhagem da dona e comeu dois batons cor de rosa.Pintou patas, cara e almofadas. E quando foi à rua fazer as suas necessidades a surpresa era cor de rosa”

Ana, a melhor amiga da Bolota

 

Alguma semelhança com as asneiras do seu cão é pura coincidência! 😂

7 melhores filmes de cães

  •  “Hachiko – Amigo Para Sempre”, 2009:

Baseado numa história real mostra-nos a lealdade e amor que os nossos cães têm. Hachi, alcunha carinhosa, é adotado por um professor universitário (Paker) numa estação ferroviária, onde todos os dias apanhava o seu comboio para ir trabalhar. Hachi acompanhava-o todas as manhãs e ia recebê-lo sempre ao final do dia. Esta rotina é interrompida pela morte inesperada do professor Paker e pela espera diária de Hachi, na estação, pelo seu dono, comovendo todos com o seu comportamento.

  • “Marley & Eu”, 2008:

É uma história verídica de um casal em início de vida que adota um Labrador Retrivers, o Marley, contando-nos toda a sua vida, todas as sua brincadeiras e disparates, alegrias e problemas. Um filme em que facilmente nos conseguimos rever e uma verdadeira lição de amor!

  • “PETS – A VIDA SECRETA DOS BICHOS”, 2016:

Um filme de animação Disney que retrata a vida de um jovem cão, Max, que vive com a sua dona num apartamento em Manhattan. A vida de Max corria ás mil maravilhas até que a sua dona decidiu trazer-lhe um companheiro do canil, Duke. Max odeia a ideia e muito mais ter de dividir todas as suas regalias. Mas rapidamente colocam as suas divergências de parte, pois nos seus passeios descobrem que um coelhinho, Snow, tem um plano maquiavélico para se vingar de todos os humanos!

  • “Bolt”, 2009:

Animação para toda a família! Bolt é um pastor alemão que juntamente com uma rapariga, Penny, vão entrar num programa de televisão “American Dog”. Juntos lutam contra poderosos criminosos e Bolt acha-se um verdadeiro super-herói! Um dia Bolt sai dos estúdios, onde vivia a sua fantasia, e viaja até Nova Iorque, onde, no mundo real, percebe que os seus super-poderes não existem e que precisa de ajuda dos novos amigos para voltar para casa.

  • Dama e o Vagabundo”, 1955:

Um clássico animado da Disney, que brevemente será reeditado. A Dama é uma cadela aristocrática que tem todas as atenções e mimos dos seus donos, até que a dona fica à espera de bebé. Nessa altura, Dama tenta chamar a atenção e acaba por conhecer o Vagabundo, um rafeiro de rua. Num certo dia, Dama fica aos cuidados da Tia Sarah, que tem dois malvados gatos siameses, que criam uma grande confusão e culpam Dama que se vê obrigada a fugir. Vagabundo ajuda Dama em tudo e inicia-se uma longa história de amor!

 

  • “Dog’s Purpose”, 2017

Este filme conta a história de um cão Bailey reencarna várias vezes, em diferentes raças, donos, muitas aventuras diferentes, mas sempre com o mesmo sonho: voltar a encontrar o seu primeiro dono, que sem dúvida é o seu grande amor!

 

  •  “101 Dálmatas”, 1996:

Um dos clássicos Disney mais populares, conta a história de uns jovens pais, Pongo e Perdita, que têm de salvar os seus cachorros da malvada Cruella, uma “louca” estilista famosa que pretende fazer um casaco de peles de dálmatas. Conta a história da procura e de todas as peripécias até que consigam encontrar os seus cachorros e mais 99 outros dálmatas!

Maria Mariano 

(Médica Veterinária)