Canicross: Treino para cães e donos

Canicross é um termo usado para descrever um desporto de corrida cross country com cães.

Este desporto consiste em praticar corrida em terreno irregular em plena simbiose com o seu amigo de 4 patas, o seu cão. Pode ser praticado com um ou dois cães, sempre atrelados por uma guia ao condutor. O condutor normalmente usa um cinto que se conecta a corda elástica e ao running harness, uma espécie de colete de tração no cão, específico para o propósito. A corda elástica reduz o choque tanto no condutor, como também no cão quando ele traciona.

É um desporto que teve origem na Europa, mais especificamente do Reino Unido, e surgiu como iniciação ao treino de cães de trenó ou tração. No trenó, o início do treinamento era realizado com o cão atrelado a guia e a guia atrelado ao condutor, para que o cão adquirisse confiança em tracionar algo.

Nesta modalidade, o cão assume a liderança e o dono deve dirigi-lo com alguns comandos básicos como mudar de direção.

Quem pode praticar canicross?

Pode ser praticado por qualquer pessoa em qualquer idade, desde que em condições físicas para tal. Obviamente, antes de ingressar no desporto com o seu patudo, é altamente recomendado que, condutor e cão, sejam submetidos a exames médicos. É também importante, que se verifique um equilíbrio entre o peso do tutor e o do cão. Para competições, não existe um limite máximo de idade para condutores, mas sim um mínimo de 7 anos, e apenas se em distâncias curtas. Já para os cães, a idade inicial é de 1 ano, e a máxima deverá ser avaliada pelo condutor consciente em conjunto com o veterinário que acompanha o animal.

Recomendações à prática de canicross

  • Trilhos de erva ou de floresta são ideais para as patinhas sensíveis dos cães, mas obstáculos naturais, como raízes e pedras, requerem concentração total por parte da equipa. Durante os treinos devem evitar percorrer distâncias longas no asfalto, evitando assim que o animal magoe as patas.
  • Além de uns bons ténis de corrida e do equipamento habitual adaptado a corrida, para a prática de canicross necessita de um cinto e de uma trela com cerca de 2 metros de comprimento com amortecedor. O amortecimento protege a coluna de cães e humanos. O cinto deve conter um gancho para minimizar o risco de lesões. Também importante é o animal usar um arnês especial, indicado para a prática de canicross, semelhante aos usados pelos cães de trenó. Nestes acessórios especiais, os pontos de pressão estão concebidos de modo a que o cão não se sinta limitado durante a corrida e possa respirar livremente.
  • Deve iniciar o treino da modalidade de forma gradual, comece com percursos de 1 a 2 km sem irregularidades no piso, permitindo assim que ambos se adaptem à equipa e ao tipo de percursos. Depois de algumas semanas de treino é possível aumentar as distâncias e treinar com alguns desafios, aumentado progressivamente de complexidade e duração.
  • A atividade é somente recomendada em temperaturas inferiores a 18 °, para evitar o sobreaquecimento do animal.
  • Certifique-se que o seu patudo bebe bastante água.

Boas corridas! 🙂

Helena Ferreira

Médica veterinária de Animais de Companhia

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *