Top 7 raças de cães mais inteligentes

giochi da fare con i cani

A avaliação do grau de inteligência das raças é baseada no instinto, obediência, agilidade e capacidade de adaptação.

 

Assim estacam-se top 7 das raças mais inteligentes:

 

  • Border Collie – considerado uma das raças mais inteligentes, fácil de educar com uma memória impressionante;
  • Poodle – temperamento dócil e obediente, de aprendizagem rápida;
  • Pastor Alemão – obediente e leal, um excelente cão de guarda;
  • Golden Retriever – “cão de família” facilmente educável, raça muito usada para auxílio em salvamentos e como cães-guia;
  • Doberman – companheiro e leal, ótimo cão de guarda;
  • Pastor de Shetland – cão ativo e de carácter amigável, fácil de treinar;
  • Labrador Retriever – sociáveis , brincalhões e muito gulosos, aprendem mais rápido com um reforço positivo.

 

 

Filipa Calejo

Médica Veterinária de Animais de Companhia

Mi perro no quiere comer ¿qué hago?

¿Por qué no quiere comer?

Las causas de la pérdida de interés por la comida pueden ser variadas, pero las más habituales son:

  • No le gusta el alimento que se le da: en ocasiones el animal puede aborrecer la comida que tome, sobre todo en el caso del pienso.
  • Edad: los perros de edad avanzada pierden gran parte del sentido del olfato, por lo que pueden verse menos atraídos por la comida.
  • Ingestión de cuerpo extraño: problemas de obstrucción intestinal pueden
    provocar esta falta de apetito, aunque sería muy común ver vómitos también.
  • Medicación: existen medicamentos que pueden dañar la mucosa intestinal o que pueden provocar anorexia.
  • Estrés: situaciones estresantes como un cambio del entorno o pérdida de un ser querido puede causar que el perro no quiera comer.
  • Enfermedad: puede ser un síntoma secundario provocado por una enfermedad. Puede haber pérdida de apetito cuando hay fiebre o malestar digestivo, a su vez causado por diferentes enfermedades.
  • Calor excesivo: en épocas de altas temperaturas muchos perros comen menos o se esperan a la noche donde el calor es menor.

¿Qué debo hacer?

Si debido a la pérdida de apetito el animal llega a perder más del 10% de su peso o existen otros síntomas como fiebre, vómitos o diarrea es conveniente acudir a consulta para descartar enfermedades graves como insuficiencia renal, virus digestivos, obstrucciones intestinales, etc.

Si no existen otros síntomas que nos indiquen enfermedad se pueden seguir una serie de recomendaciones:

  • Cambio de dieta: en caso en los que aborrezca el pienso se puede probar con
    dieta casera o BARF.
  • Suplemento que aumente el apetito: siempre con recomendación de vuestro
    veterinario.
  • Añadir saborizante: existen saborizantes indicados para mascotas para hacer más atractivo el alimento para el animal. También se puede usar aceite de pescado para ello.
  • No insistir: no se recomienda insistir para que coma ni ponerse nervioso, el
    perro puede tomar el momento de la comida como una situación de estrés y
    empeorar.
  • Paseo: un buen paseo antes de comer puede aumentar el apetito.
  • Horario: estableces un horario de comidas y no dejar el alimento siempre
    disponible.
  • Limitar los snacks: dar menos cantidad de chuches.

Irene Martinez

Médica Veterinaria

Tosare il cane d’estate: è giusto o sbagliato?

tosare cane estate

Come termoregola il nostro cane?

La pelle dei cani non è praticamente capace di sudare. Per questo motivo, il cane non suda come noi umani e anzi si libera del calore in eccesso ansimando, cioè aumentando la ventilazione polmonare. Il pelo inoltre è un naturale ed efficace termoprotettore sia in estate che in inverno: questo perchè il mantello, composto da pelo e sottopelo, isola il nostro cane dagli sbalzi della temperatura esterna. Ci sono poi due naturali meccanismi che intervengono ad aiutare il nostro cane ad avere sempre una temperatura regolare e confortevole: la perdita del pelo, quello più superficiale, che avviene durante tutto il corso dell’anno, e la muta, ovvero la perdita del sottopelo in primavera e la sua ricrescita in autunno. Inoltre una cute glabra predispone i cani a scottature della pelle mettendoli in serio pericolo e li rende più vulnerabili alle punture di insetti vettori di pericolose malattie (ad esempio la filariosi trasmessa dalle punture delle zecche e zanzare e la leishmaniosi trasmessa dalle punture dei flebotomi).

Tosare quindi no, ma sfoltire?

Se tosare a zero il cane è inutile e potenzialmente pericoloso, prendersi cura del suo mantello, in vista della bella stagione è invece un’operazione di toelettatura da tenere rigorosamente in considerazione. Durante la primavera e l’estate è infatti più probabile portare il cane in campagna o in luoghi naturali come prati, boschi o anche fiumi, laghi o al mare, e inevitabilmente aumentano le probabilità che il pelo raccolga di tutto, dalla sporcizia ai parassiti, fino ai micidiali forasacchi. In questo caso, ha senza dubbio senso dedicare del tempo a spazzolare il pelo del cane ma soprattutto, affidarsi ai consigli del proprio veterinario di fiducia e ad un toelettatore professionista per una piccola ma sapiente sfoltitura.

Conclusioni

Dunque, tosare completamente il pelo del cane è come pensare di denudarsi in modo incosciente al primo caldo, con il rischio concreto di creargli gravi ustioni e generare talvolta sequele che portano a pericolose malattie.

Top 7 razas más inteligentes

¿Cuáles son las razas más inteligentes?

En este top 7 encontramos a razas como:

  • Border collie: este perro de trabajo especialista en pastoreo es la raza considerada más inteligente. Se ha comprobado que puede llegar a reconocer hasta 250 palabras. Ser la raza más inteligente tampoco es fácil, muchos ejemplares tienen tendencia a adquirir muchos problemas comportamiento si no tienen el suficiente ejercicio, tanto físico como mental.
  • Caniche: en sus diferentes tamaños, el Caniche o Poddle es considerado una de las razas más inteligentes. Su capacidad de aprendizaje es muy alta y es un ideal perro de compañía.
  • Pastor alemán: esta raza ha sido utilizada en incontables ocasiones como perro policía y de salvamento. Sus características físicas y su inteligencia lo hacen un perro ideal para ese trabajo.
  • Golden retriever: es una raza muy tranquila, con fama de bonachón, el Golden aprende fácilmente y tiene un carácter muy estable, lo cual lo hace perfecto como perro guía. El labrador retriever tampoco se queda atrás, con características y carácter muy similar.
  • Rottweiler: aunque tiene fama de perro potencialmente peligroso lo cierto es que el Rottweiler es una de las razas más inteligentes que existen, aunque necesite de un adiestramiento más constante y una correcta socialización.
  • Sheltie: la versión de pequeño tamaño del Rough collie es un perro pastor muy inteligente con una gran elegancia.
  • Pastor australiano: perro de trabajo similar al Border collie con gran facilidad de aprendizaje.

Si te gustaría conocer el nivel inteligencia de tu perro te recomendamos leer el siguiente artículo: ¿Cómo medir el Coeficiente de Inteligencia de tu perro?

Irene Martinez

Médica Veterinaria

Síndrome de Cushing em cães. O que é?

Em que consiste o Síndrome de Cushing?

É uma patologia na qual as glândulas adrenais produzem uma hormona (cortisol) em excesso.

Em concentrações normais, o cortisol desempenha funções muito importantes como ajudar na resposta ao stress e modular o sistema imunitário, mas, em concentrações altas pode levar a várias complicações.

Esta doença pode ocorrer por três causas: presença de uma massa (maligna ou benigna) na hipófise (85-90% dos casos), presença de uma massa na glândula adrenal ou pelo uso prolongado de glucocorticóides.

 

Quais os sintomas?

Os sintomas são um pouco variáveis e podem ser bastante leves no início da doença. Os mais comuns são:

  • Polidipsia (aumento do consumo de água)
  • Poliúria (aumento da quantidade de urina expelida)
  • Polifagia (aumento do apetite) e consequente aumento de peso
  • Arfar excessivo
  • Abdómen “pendular”
  • Falta de energia
  • Perda de pêlo
  • Fraqueza muscular

Com que idade pode surgir a doença?

É uma doença que, na sua maioria, afeta cães de meia idade a sériores, com mais de 7 anos de idade.

 

Como é realizado o diagnóstico?

Existem 2 testes que são os mais utilizados neste diagnóstico: teste de estimulação da ACTH e o teste de supressão com dexametasona em doses baixas.

Poderá ser necessário a realização de uma ecografia abdominal e TAC intracraniana e pode também ser útil uma análise específica à urina: o rácio cortisol:creatinina.

 

Qual o tratamento?

O tratamento pode ter que englobar cirurgia e tratamento médico, ou apenas tratamento médico, dependendo da causa da doença.

O tratamento médico baseia-se na administração de uma medicação designada de Trilostano.  Este medicamento não irá diminuir o tumor (hipofisário ou adrenal), mas sim inibir a produção de cortisol pelas glândulas adrenais controlando os sinais clínicos.

Existe uma predisposição racial?

Esta patologia pode afetar qualquer raça, contudo, as mais predispostas são: Pastor Alemão, Teckel, Caniche e Beagle.

 

 

Rita Moita Ferreira

Médica Veterinária de Animais de Companhia

Punture di api e vespe: cosa fare se il mio cane viene morso da un insetto?

punture insetti cane

Segni e sintomi clinici di una puntura di un’ape o una vespa nel cane

Le punture di un insetto nei cani, così come negli umani, soprattutto di api e vespe, possono produrre sintomi clinici variabili da soggetto a soggetto e in base alla zona interessata.
Tendenzialmente, una puntura sul tronco o sugli arti può portare ad un gonfiore temporaneo e localizzato, talvolta accompagnato da zoppia dell’arto colpito; nella maggior parte dei casi questa sintomatologia è transitoria e causa al cane un disagio di lieve-moderata entità. Diverso è il discorso per quanto riguarda le punture a livello del muso, del collo o all’interno della bocca: queste zone sono estremamente delicate e soggette a gonfiore eccessivo che può compromettere funzioni vitali del cane come la respirazione e l’alimentazione. In casi meno frequenti, la puntura può anche causare una reazione allergica che può presentarsi con ponfi diffusi, prurito ed arrossamento fino al collasso e allo shock anafilattico che richiedono un trattamento veterinario d’urgenza.

Cosa fare se il cane viene punto da un insetto

In caso il vostro cane presenta punture confinate ad arti e tronco e/o che causino unicamente una blanda reazione localizzata, si consiglia di verificare la rimanenza del pungiglione in sede ed eventualmente rimuoverlo. Successivamente, applicare nell’immediato del ghiaccio sulla parte interessata, avendo cura di avvolgerlo in uno straccio per evitare di ustionare la pelle: in questo modo si limiterà l’insorgenza dell’edema infiammatorio e si ridurrà la sensazione dolorifica per il cane; si potranno poi applicare delle pomate naturali a base di aloe vera, calendula etc.. per ridurre il prurito.

In tutti gli altri casi (punture sul muso e sul collo, con o senza reazione anafilattica) si consiglia di portare immediatamente il cane dal veterinario.

Come prevenire le punture di api e vespe nel cane

Purtroppo non esistono delle misure di profilassi vere e proprie per scongiurare il pericolo di una puntura d’insetto e l’unico modo per prevenire questo problema è di vigilare sul cane quando è fuori all’aria aperta, soprattutto in primavera ed estate, allontanandolo dalle zone ricche di vegetazione ed acqua stagnante.
Se, nonostante queste precauzioni, il cane dovesse comunque essere punto, la cosa più importante è mantenere la calma, pulire la zona interessata, tenere strettamente monitorato il cane ed osservare l’evoluzione dei sintomi, in modo tale da essere pronti per portarlo immediatamente dal veterinario in caso di necessità.

Lleva a tu perro de vacaciones

¿Cómo viajar con nuestro perro?

Antes de viajar con nuestro peludo debemos tener en cuenta algunas recomendaciones:

  • Vacunación en regla: antes de viajar es necesario comprobar la cartilla o pasaporte de nuestro perro (depende de la comunidad autónoma y si vamos a salir de España). Debemos tener al día el plan vacunal y las desparasitaciones y sobre todo, no olvidar la documentación.
  • Buscar el alojamiento: cada vez más hoteles permiten hospedarse con mascotas, solo habrá que buscar el más adecuado.
  • La maleta: no olvides todo lo necesario para nuestro perro, como collar o arnés, cepillo, correa, comida y comedero, cama, etc.
  • Seguridad durante el viaje: si vas a viajar en coche debes hacerlo siguiendo la normativa vial, es decir, usando un transportin adecuado o un arnés y cinturón homologado o en el maletero con los separadores.
  • Veterinario siempre a mano: busca un veterinario cercano y ten el teléfono a mano por si hay algún incidente.
  • Nunca dejarlo dentro del coche: no dejar nunca al perro en el coche por poco tiempo que sea, las altas temperaturas en el interior del coche durante el verano pueden tener un fatal desenlace para nuestro can.
  • Cuidado con el calor: buscar lugares con sombra y llevar siempre agua durante el viaje. Intenta buscar lugares donde el perro pueda disfrutar de un baño.
  • Actividades dogfriendly: existen muchas actividades que podemos realizar con nuestro perro, como paddle surf, remo, etc.

Lo más importante es poder disfrutar de unos días de compañía juntos.

Irene Martinez

Médica Veterinaria

Hotéis para cães em Lisboa – quais as melhores opções?

Independentemente do hotel em que deixar o seu amigo, é importante que a vacinação e a desparasitação interna e externa estejam em dia. A vacinação deve ser administrada com algum tempo de antecedência. Alguns hotéis podem inclusivamente fazer uma avaliação comportamental antes da entrada.

Ficam destacadas algumas sugestões em Lisboa:

  • Pet Hotel do Jardim Zoológico

Fica no Jardim Zoológico de Lisboa e oferece ótimas condições para os cães. Cada cão dispõe de um quarto individual. Os hóspedes têm acesso ao pátio exterior e ao pátio interior coberto, e o hotel oferece ainda um kit de boas-vindas.

  • Recreio Canino

Fica perto de Loures e neste hotel os cães ficam soltos durante o dia todo, em convívio constante. À noite cada um tem um quarto individual para descansar.

  • Valverde Hotel

Dispõe de 36 alojamentos, com acesso a 5 parques de recreio onde os hóspedes caninos podem correr e socializar. Cada “quarto” dispõe de aquecimento central, ventilação e isolamento acústico. O Valverde Hotel fica perto de Loures.

  • GHVS Hospital Veterinário

Este hospital veterinário dispõe de um hotel com excelentes condições para cães que necessitam de passar umas “férias”. O Hotel dispõe de suites temáticas, com música ambiente para que os cães possam relaxar – suites “Girassol”, suites “Thai”, suites “Sunset”, entre outras. O Hotel dispões de apoio veterinário e da equipa de enfermagem 24 horas por dia.

  • Quinta da Patada

Este hotel em Loures dispõe de 15 boxes individuais, com zona coberta e descoberta. Os cães saem várias vezes para passear, correr e brincar e o programa de estadia inclui atividades individuais e em grupo.

Qual o preço médio da estadia?

O preço da estadia normalmente é cobrado à noite e varia de hotel para hotel (sendo o preço médio/noite de 12 a 20 euros).

 

A estadia em hotéis permite ao seu melhor amigo conviver com outros animais e explorar um novo espaço. A socialização é ótima para a modulação comportamental. O seu patudo também merece férias.

Daniela Leal

Médica Veterinária de Animais de Companhia

Psicología canina ¿qué hay que saber sobre el tema?

¿Por qué es importante la Psicología canina?

Es importante tener en cuenta la importancia de la psicología canina, ya que a través de ella podremos conocer el lenguaje de nuestro perro, conocer su estado de ánimo y adelantarnos a comportamientos indeseados.

En caso de problemas de comportamientos más graves es importante que nos pongamos en manos de un veterinario especialista (etólogo) o un adiestrador canino, con la ayuda de ambos profesionales tendremos mucho éxito a la hora de corregir y educar a nuestro peludo.

¿Qué aspectos a tener en cuenta?

Es necesario informarse bien en diferentes fuentes de todo lo que implica el comportamiento canino y cómo interpretarlo. Para tener un perro sano, tanto física como psicológicamente debemos ofrecerle la posibilidad de tener contacto con otros animales y personas para que tenga una correcta relación en todos los aspectos. Para ello debemos tener en cuenta:

Es importante el estado físico del animal, pero también el mental, solo con esto podremos tener un compañero totalmente sano.

Irene Martinez

Médica Veterinaria

Coleiras, trelas e peitorais para cães – quais os mais adequados?

cani giochi con palla

Peitoral

O peitoral é uma ótima opções para cães que passeiam bastante e que puxam muito a trela. O peitoral oferece uma sustentação maior durante o passeio e o tutor consegue fazer um controlo maior dos movimentos do cão durante o passeio. Estão recomendados em todos os cães com predisposição para problemas traqueais (colapso da traqueia por exemplo, em cães de raça pequena). O peitoral é preferível à coleira em cães de raça braquicefálica, como os Bulldog.

Deve ser escolhido um peitoral à medida do peito e do pescoço do cão. Se estiver a comprar um peitoral para um cachorro, não se esqueça que em breve ele vai crescer e provavelmente o peitoral vai deixar de servir.

Existem várias opções à escolha, não só em formato como em cores e padrões:

Coleira

A coleira pode ser usada apenas esteticamente, em cães que utilizam peitoral para o passeio, por exemplo. Em cães que não puxam muito, a coleira pode ser utilizada para o passeio com trela.

Existem coleiras estranguladoras ou coleiras de fecho. As coleiras estranguladoras estão indicadas para cães mais agitados durante o passeio (são coleiras que se ajustam, não tendo por intenção magoar o cão).

Trelas

A mesma trela pode ser utilizada tanto em peitoral como coleira. Existem trelas extensíveis, trelas não extensíveis e trelas estranguladoras (com coleira já “incorporada”). Para um maior controlo durante o passeio, devem ser usadas trelas com um só tamanho, de preferência curtas.

As trelas extensíveis, regra geral, são utilizadas em cães de porte pequeno.

Quais são as regras de ouro durante o passeio?

  • Passear o seu patudo do lado esquerdo;
  • Evitar que o seu patudo o ultrapasse. Deve andar sempre ao seu lado;
  • Sempre que o seu patudo estiver a puxar pela trela, deve parar o passeio até que ele acalme, puxando-o para perto de si;
  • Leve snacks para compensar o bom comportamento durante o passeio.

Daniela Leal

Médica Veterinária de Animais de Companhia