Comportamentos obsessivos em cães e como corrigi-los

Treino

Quando um comportamento, dito, normal se torna repetido e constante na vida do seu cão, deve tomar atenção, os transtornos comportamentais são cada vez mais comuns e podem levar a que o seu cão se lesione gravemente.

cão

Comportamentos obsessivos: o que são?

É considerado um comportamento obsessivo quando comportamentos ditos normais se tornam excessivamente repetidos ao longo do dia, como se fosse o único objetivo do cão. A origem deste comportamento, a maioria das vezes, está associado à ansiedade e a frustração sentida, contudo, segundo estudos recentes, também pode ter uma origem e predisposição genéticas.

Estes comportamentos podem ser:

  • Perseguir e morder a própria cauda ou a sua sombra;
  • Lamber excessivamente a cauda ou outra parte do seu corpo;
  • Apetite insaciável por objetos que não são comuns (polifagia ou pica) ou morder o ar;
  • Fazer as necessidades (xixi ou cocó) em locais que não são comuns;
  • Destruição e vocalização excessiva.

O meu cão apresenta um comportamento obsessivo, o que devo fazer?

  • Procure o seu médico veterinário: perceber que o problema é mesmo de foro psicológico e não está relacionado com nenhuma doença que possa dar sintomas parecidos é de extrema importância. Assim, o primeiro passo é realizar um check-up geral e despistar todos os possíveis diagnósticos que apresentem sintomas iguais. Se conseguir, realizar um vídeo do comportamento que o seu cão tem, vai ser uma grande ajuda para o diagnóstico.
  • Enriquecimento ambiental: tal como referido anteriormente, estes comportamentos estão intimamente ligados a níveis altos de ansiedade e frustração. Ao enriquecer o ambiente em que o seu cão está, com brinquedos de todo o tipo, vai fazer com que a atenção seja canalizada para eles e o seu cão, por algum tempo, se esqueça do comportamento obsessivo.
  • Atividade física: aumentar as horas de atividade física é outra forma que tem de ajudar o seu cão. Além da atividade física baixar os níveis de ansiedade, vai distrair e ajudar o seu cão a esquecer-se do seu comportamento obsessivo.
  • Educação e treino: realizar um treino com reforço positivo sempre que o seu cão não faça o comportamento em questão, vai ajuda-lo a perceber que aquele comportamento não está correto e desde modo evita-lo. Reforço negativo ou castigos, neste caso, não deve ser aplicado, porque além de poder aumentar o comportamento vai aumentar os níveis de frustração e ansiedade.
  • Medicação: em situações graves, alguns cães podem ser medicados. A medicação vai ajudar a baixar os níveis de ansiedade e deste modo ajudar a corrigir o comportamento obsessivo. Contudo, esta sozinha não é eficaz, devendo ser sempre aliada à educação e ao treino.

Os distúrbios psicológicos, com os comportamentos obsessivos, são situações graves e que podem demorar algum tempo a ser corrigidos. É importante que evite demonstrar ansiedade durante o tratamento. Sempre que precise, procure ajuda!

Maria Beatriz Mariano

Médica Veterinária

Planos Barkyn

Crie o seu plano personalizado Barkyn e descubra uma nova felicidade!

Começar