Barkyn Logo
  • Veterinário
  • Alimentação
  • Barkyn Portugal
BlogSaúde

Xilitol: porque é que é tóxico para os cães?

As vezes apetece-nos mimar os nossos patudos com guloseimas que nós também comemos e gostamos e esquecemos que podemos estar a fazer-lhes mal inocentemente. O envenenamento por xilitol é um bom exemplo disso, saiba onde o encontrar e como evitar dar ao seu cão!

Maria Mariano

Maria Mariano

Veterinária
3 min de leitura

O melhor para o seu cão

Sabia que o seu cão pode ter uma ração à medida dele?

-15%

na 1ª encomenda
SABER MAIS
SABER MAIS

O que é o xilitol e onde se encontra?

Resumidamente, o xilitol é uma substância natural que é usada para substituir o açúcar. Esta substância pode ser encontrada em alguns frutos e árvores. Devido ao seu baixo índice glicémico, este produto começou a ganhar popularidade e chamado de adoçante, também o podemos encontrar nas pastas de dentes que utilizamos no nosso dia a dia, desodorizantes e em alguns cremes. Especial atenção ás pastilhas elásticas “sem açúcar”, tal como os produtos alimentares assim rotulados, onde o açúcar é muitas vezes substituído por adoçante, ou seja, xilitol. A indústria farmacêutica também utiliza esta substância em alguns xaropes e vitaminas, daí a importância de nunca auto-medicar o seu patudo!

Porque é que o xilitol é tóxico em cães?

Quando nós ou os nossos cães comemos açúcar, o nosso organismo reage com a libertação para a corrente sanguínea com uma hormona chamada de insulina. A insulina tem como objetivo baixar a concentração de açúcar que se encontra na circulação sanguínea. O Xilitol, então, vai promover que a insulina seja libertada em grandes concentrações. Apesar de a nós humanos essa libertação não nos causar nenhum dano, aos nossos cães vai promover uma hipoglicémia, ou seja, uma baixa repentina da concentração de açucares no sangue. Este efeito pode surgir entre 10 a 60 minutos após o consumo de xilitol.

Quais são os sintomas de um envenenamento por xilitol?

O(s) sintoma(s) que se pode observar são:

  • Vómito;
  • Fraqueza;
  • Dificuldades de locomoção ou de coordenação;
  • Letargia ou depressão;
  • Tremores;
  • Convulsões;
  • Coma.

Em casos graves pode mesmo levar a uma insuficiência hepática grave e até mesmo à morte!

Qual a quantidade tóxica de xilitol para um cão?

A dose tóxica e que pode levar a uma hipoglicémia é de 100 mg por cada kg que o seu cão tenha, ou seja quanto mais pequeno for o seu cão menor a quantidade de xilitol que tem de consumir para ficar envenenado. Quando maior o seu consumo, maior é o risco de uma insuficiência hepática e mesmo da morte. A concentração de xilitol num produto depende do mesmo e do seu fabricante.

Qual o prognóstico para recuperação de um envenenamento por xilitol?

O prognóstico para a recuperação de um patudo que tenha sofrido um envenenamento por xilitol vai depender da quantidade de substância consumida e do estado em que se encontra quando é assistido.

Assim cães que ainda não apresentem nenhum sintoma de envenenamento ou que a hipoglicémia seja facilmente revertida – Prognóstico bom, em regra geral.

Cães que dêem entrada com quadro clínico de insuficiência hepática, alterações de coagulação sanguínea ou mesmo em coma – Prognóstico reservado.

É fundamental que entre em contacto com o seu médico veterinário o mais rápido possível para que o seu patudo possa ser assistido. Nunca provoque o vómito nesta situação, pois pode agravar a hipoglicémia e acelerar as consequências deste envenenamento!

Maria Beatriz Mariano

Médica Veterinária

Próximo artigo

Chevron Icon

PARTILHE SE GOSTOU!

Facebook IconTwitter IconChain Icon

O melhor para o seu cão

Alimentação saudável entregue à sua porta

A Barkyn entrega ração adaptada às necessidades do seu cão acompanhamento de um veterinário dedicado. Simule agora!

Começar agora
15%
desconto na 1ª encomenda

© Barkyn, Lda. NIF: 514259426 - Love for your dog 2021

VisaCard Icon
MasterCard Icon
PaypalFooter Icon
  • Ajuda
  • Emprego
  • Privacidade
  • Loja