Será que o meu cão tem alguma alergia?

Saúde

As alergias nos cães são bastante frequentes e o principal sinal clínico demonstrado é a comichão na pele (prurido).

cão

O cão que se coça e morde: Será que tem alguma alergia?

As alergias normalmente causam prurido e eritema (pele vermelha) principalmente nas seguintes zonas do corpo: axilas, virilhas, abdomen (barriga), nas patas (especialmente entre as almofadas plantares), no pavilhão auricular, na face (principalmente na zona à volta dos olhos e dos lábios) e perto da cauda. Deve ser consultado o Médico Veterinário de forma a descartar a existência de infeções e inflamações dermatológicas de origem não alérgica.

É importante ter a desparasitação externa em dia. Uma simples desparasitação pode resolver o problema.

Tipos de alergias

O sistema imunológico dos cães alérgicos é reativo a alguns alergénios e tal facto leva a que as alergias sejam desencadeadas. Nem todos os cães são alérgicos aos mesmos componentes.
As alergias mais frequentes são face aos alergénios ambientais (dermatite atópica) e à picada da pulga (dermatite alérgica à picada da pulga), seguindo-se as alergias alimentares e as alergias de contacto. A dermatite atópica, em particular, é mais comum nas seguintes raças: Bull Terrier, Pastor Alemão, Golden Retriever, Labrador, Jack Russel Terrier, Bulldog Francês, Boxer e Shar Pei.

As alergias são transmissíveis?

Não. Convém consultar o Médico Veterinário para garantir que o problema dermatológico do cão é provocado por uma alergia e não por nenhum agente transmissível.

Diagnóstico das alergias

É essencialmente feito com base na história clínica e a observação do tipo de lesões e distribuição das mesmas, e a eficácia da resposta ao tratamento.

Tratamento aplicado em cada caso

Dermatite alérgica à picada da pulga:

Convém ter sempre em dia a desparasitação externa.

Alergia ambiental/Dermatite Atópica:

O Médico Veterinário medicará o animal para o alívio do prurido, tratamento de infeções secundárias existentes e suporte nutricional para reforçar a barreira da pele (ração dermatológica e cápsulas de ómegas-3 e ómega-6).

Alergia alimentar:

Mudança de alimentação para uma ração hipoalergénica, inicialmente. Posteriormente deve ser feito o descarte do nutriente a que o animal é alérgico, através de ensaios alimentares, de forma a poder selecionar uma série de rações a que o animal não faça reação.

 

Tratamento a longo prazo de um cão com problemas dermatológicos causados por alergias

Em todos os cães alérgicos a barreira da pele está afetada. Banhos terapêuticos com champôs de tratamento e de proteção podem ser recomendados. A ração e os suplementos alimentares desempenham neste tipo de problemas um papel fundamental.

O objetivo do tratamento das alergias não é a cura: é a diminuição da manifestação dos sinais clínicos.

Daniela Leal
Médica Veterinária de Animais de Companhia

Planos Barkyn

Crie o seu plano personalizado Barkyn e descubra uma nova felicidade!

Começar