Olho de cereja (“Cherry Eye”) – o que é?

Saúde

O olho de cereja, ou “cherry eye”, é uma patologia oftalmológica bastante comum em cães e muitos donos confundem-na com uma conjuntivite.

cão

O que é o olho de cereja?

O olho de cereja ou “cherry eye” é uma protusão da glândula da terceira pálpebra. A glândula da terceira pálpebra tem como função produzir lágrima (importante para lubrificar a córnea).
Quando ocorre protusão da mesma, é possível observar uma pequena massa avermelhada no canto medial do olho.

 

Porque surge? Existem raças predispostas?

A conformação do globo ocular e da terceira pálpebra podem predispor à patologia, sendo que existem raças mais predispostas (como é o caso das raças braquicefálicas). Contudo, pode ocorrer em qualquer cão.

 

Devo levar o meu cão de imediato ao veterinário? O que devo fazer caso suspeite de “cherry eye”?

É importante a ida ao veterinário para que seja feito um diagnóstico assertivo e aconselhado tratamento. Contudo, não é uma condição emergente. O “cherry eye” normalmente não causa dor, contudo pode causar desconforto e deve evitar-se que o cão coce o olho. Se notar que existe prurido ocular (comichão) deve colocar um colar isabelino (funil) até levá-lo ao veterinário. Alguns animais com “cherry eye” podem apresentar sinais de conjuntivite, com a apresentação de corrimento ocular.

 

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico é feito através de um exame oftalmológico. Normalmente, para além da protusão da glândula da terceira pálpebra pode também ocorrer eversão da cartilagem. O tratamento pode diferir em ambos os casos (sendo ambos cirúrgicos) e é importante que o médico veterinário faça o diagnóstico da alteração presente.

 

Como é feito o tratamento?

O tratamento passa pela resolução cirúrgica, que não tem que ser urgente (dependendo se existem ou não outras alterações oftalmológicas associadas). A cirurgia, feita mediante anestesia geral, consiste na recolocação da glândula da terceira pálpebra (que protusou). O período pós-cirúrgico normalmente está associado a uma recuperação rápida, sendo necessária a utilização de colar isabelino e a colocação de gotas oculares.

 

A resolução do “cherry eye” é apenas estética?

Não. O olho de cereja em muitos casos não causa qualquer tipo de alteração, contudo pode causar desconforto significativo, traumatismo na córnea e conjuntivite recorrente. Como tal, pelos sinais clínicos que pode provocar, a resolução da condição está indicada.

O tratamento é curativo e definitivo?

Por vezes não. Isto é, apesar de no período pós-cirúrgico a condição ficar resolvida, podem ocorrer recidivas posteriormente.

 

Daniela Leal
Médica Veterinária de Animais de Companhia

Planos Barkyn

Crie o seu plano personalizado Barkyn e descubra uma nova felicidade!

Começar