Leisguard para cães

Saúde

O leisguard é um medicamento veterinário para cães, com a Domperidona como princípio activo em solução oral, usado para prevenção da Leishmaniose canina. Para ficar a conhecer um bocadinho mais sobre este medicamento e em que situações se pode usar, continue a ler este artigo 😊

O que é a Leishmaniose Canina?

É doença parasitária muito grave, causada por um protozoário chamado Leishmania e é transmitida por um flebótomo – um insecto semelhante ao mosquito. É uma doença de caractér zoonótico – ou seja, pode ser transmitida também ao Homem, apesar de em Portugal isso ser raro e considerado acidental.

Em Portugal, infelizmente, existem várias zonas do país consideradas endémicas da doença – como é o caso da zona de Trás-os-Montes e Alto Douro, grande parte das Beiras, Ribatejo e Alentejo, a zona metropolitana de Lisboa, a Península de Setúbal e o Algarve.

Para que serve então o Leisguard?

O Leisguard é usado como um método preventivo contra a Leishmaniose Canina e para controlar o desenvolvimento da doença em estadios inicias da mesma. A sua administração repetida durante 30 dias em cães saudáveis resulta num efeito estimulatório no sistema imunitário dos cães, pelo menos 1 mês após a conclusão do tratamento, levando a um aumento significativo da actividade anti-leishmania em caso de contacto com o parasita.

Quais as doses recomendadas para o meu cão?

A dose de medicamento é a mesma para todas os cães e está relacionada com o peso – 0,5mg/Kg/dia, uma vez ao dia durante 4 semanas consecutivas – podendo ser ou não misturado com alimento na altura da administração.

No entanto, o esquema posológico é que é diferente consoante as diferentes necessidades.

Em que situação deve ser administrado?

Para redução do risco de desenvolvimento de infecção – Em cães seronegativos, que vivam numa zona endémica ou que viajem para uma, o tratamento deverá ser administrado tendo em conta a prevalência dos flebótomos na zona.

  • Alta prevalência: Administrar o tratamento a cada 4 meses;
  • Área Mediterrânea: Tratar em Junho, Outubro e Fevereiro
  • Baixa Prevalência: Um tratemento no início da estação infestante e outro pouco depois do final.

Em qualquer um dos casos, a estratégia de tratamento deve ser estabelecida pelo médico veterinário de acordo com a incidência local da doença e a presença temporária dos vectores infectantes.

No controlo da progressão clinica em estádios iniciais da doença – O tratamento deve ser iniciado imediatamente após o diagnóstico e deve ser repetido quando necessário, de acordo com o seu médico veterinário.

Onde comprar?

Este medicamento está disponível em praticamente todos os Centros de Atendimento Médico-Veterinários e em várias fármacias (inclusive com vendas online).

 

Não se esqueça! A Leishmaniose é uma doença mortal, sem cura, em que o tratamento disponível leva a uma melhoria clínica notável, mas não está associado a uma eliminação completa do parasita. Portanto, é fundamental a prevenção – O Leisguard é uma excelente opção! 🙂

Ana Pinto

Médica Veterinária de Animais de Companhia

Planos Barkyn

Crie o seu plano personalizado Barkyn e descubra uma nova felicidade!

Começar