Comece o seu plano com 10% de desconto em todas as entregas!

  • Veterinário
  • Alimentação
  • Sobre nós
  • Loja
EntrarRegistar
BlogSaúde

Feridas nas almofadas plantares do cão: como tratar?

As almofadas plantares dos cães são zonas bastante expostas, requerendo cuidados especiais. Veja neste artigo o que fazer para tratar de feridas nas almofadas plantares do seu patudo.

Daniela Leal

Daniela Leal

Veterinária
4 min de leitura
Simule uma comida personalizada e anti-doenças para o seu cão

O melhor para o seu cão

Simule uma comida personalizada e anti-doenças para o seu cão

SIMULAR
SIMULAR

As almofadas plantares dos cães são as zonas das patinhas de pele escura e grossa, sem pêlo, que estão em contacto direto com o solo. Funcionam como amortecedores ao movimento e também permitem que os cães transpirem. Devido à sua grande exposição, formam-se com facilidade feridas nas almofadas plantares.

Como identificar feridas nas almofadas plantares do seu cão?

Facilmente conseguimos identificar quando os cães se magoam nas almofadas plantares. As lesões surgem como cortes, associadas a sangramento, ou como áreas edemaciadas (“inchadas”).

Os cães podem não querer apoiar o membro afetado, pois têm dor e desconforto.

Quais podem ser as causas de lesão na almofadinha?

As feridas mais comuns são por:

  • Descamação: são motivadas pelo facto da almofada plantar estar mais seca, podendo causar alguma dor. Nestes casos, o ideal é hidratar as almofadinhas através da colocação de cremes tópicos (Dermoscent Bio Balm® Pomada, por exemplo);
  • Abrasão: normalmente são superficiais, sangram pouco e cicatrizam rapidamente;
  • Corte: São as mais comuns – podem sangrar muito e, caso se tratem de cortes profundos, necessitam de ser suturadas. Frequentes em animais expostos a pisos irregulares e na natureza, como os cães de caça ou amantes de caminhadas na floresta;
  • Levantamento da superfície da almofada plantar: são lesões menos frequentes, mais extensas e convém serem avaliadas rapidamente pelo Médico Veterinário. Neste tipo de lesões, o animal evita pousar a pata no chão.

A existência de feridas de aspeto diferente, como o aparecimento de pápulas, lesões exfoliativas ou mudanças de cor da almofada, devem ser vistas pelo Médico Veterinário. Todas elas podem ser fruto de uma condição patológica, como uma pododermatite. As lesões como pápulas ou pele avermelhada na zona entre almofadas plantares podem ser comuns em raças como o Bulldog Francês, que são predispostos a situações alérgicas ambientais.

Cuidados a ter de imediato:

  1. Estancar a hemorragia, fazendo compressão com gaze na zona do corte. Se a hemorragia não parar, levar o cão ao Médico Veterinário o quanto antes;
  2. Desinfetar a zona com betadine diluído em água (repetir 2x/dia) – o betadine em cães pode ser utilizado, desde que diluído;
  3. Evitar que o cão lamba a pata, colocando colar isabelino (o chamado “funil”);
  4. Se o tutor tiver experiência e se a ferida for superficial, pode fazer um penso com compressas, ligadura e adesivo.

Lembre-se que, devido à dor, o seu cão pode reagir! Procure mimá-lo durante o procedimento, utilizando a técnica do reforço positivo. Recorra a biscoitos ou aos grãos da sua ração favorita para recompensá-lo.

Ajudamos a criar a receita ideal para o seu cão aqui.

Possíveis complicações

Caso a lesão/ferida seja extensa, para além de provocar dor, pode infetarDe forma a prevenir este tipo de complicação, é recomendado que o Médico Veterinário seja consultado.

Porque é importante a observação pelo Médico Veterinário?

A avaliação correta do tipo de ferida em questão deve ser feita por um profissional. Como explicado anteriormente, algumas delas necessitam de ser suturadas (“levar pontos cirúrgicos”) para que o tempo de cicatrização diminua e para evitar infeções secundárias – nestas situações, a abordagem médico-cirúrgica deve ser realizada o mais cedo possível, de forma a que se consiga conservar a “saúde dos tecidos”.

As feridas nas almofadas plantares são dolorosas para os cães – para que se sintam mais confortáveis e para evitar a inflamação dos tecidos, normalmente o Médico Veterinário prescreve medicação anti-inflamatória/analgésica. É importante a avaliação médica também em situações em que a ferida se encontra infetada (com pus), porque pode ser necessária antibioterapia.

Posso dar medicação humana ao meu cão?

Nunca deve ser instituída medicação oral ao cão por parte do tutor sem consulta médica. A medicação  humana pode ser tóxica para os cães!

Como evitar lesões deste tipo?

Por vezes é complicado evitar este tipo de lesões. Deve controlar os passeios do seu patudo. Não procure zonas com muito lixo (vidros e restos de materiais de obras) ou com florestação muito densa.

Daniela Leal
Médica Veterinária

O melhor para o seu cão

Comida natural, entregue à sua porta

Uma receita desenvolvida por uma equipa de mais de 30 veterinários para responder às necessidades únicas do seu cão.

COMEÇAR AGORA
10%
desconto na 1a encomenda
Comida natural, entregue à sua porta

© Barkyn, Lda. NIF: 514259426 - Love for your dog 2021

VisaCard Icon
MasterCard Icon
  • Ajuda
  • Emprego
  • Privacidade
  • Loja