Disfunção Cognitiva: O que é?

Saúde

A esperança média de vida dos nossos cães tem vindo a aumentar, aumentando consequentemente, os problemas característicos de animais seniores, tal como a disfunção cognitiva.

O que é o Síndrome de Disfunção Cognitiva?

É uma patologia degenerativa que afeta o sistema nervoso central e se caracteriza por uma deterioração gradual das capacidades cognitivas do animal, sem que exista uma causa medica que justifique este processo. À medida que os nossos patudos vão envelhecendo, podem exibir alterações comportamentais típicas da idade, incluindo, responderem de forma mais lenta a estímulos habituais da sua rotina. Na realidade, alguns destes comportamentos podem ser indicativo de alterações relacionadas com demência.

A prevalência desta doença em cães está estimada em cerca de 22% em cães entre 9 a 10 anos e pode atingir os 73% em patudos mais velhos.

Quais os sinais clínicos?

Os sinais clínicos mais frequentes estão relacionados com:

desorientação (ficar a olhar para um ponto fixo, não reconhecer membros da família),

alteração das interações sociais (mais irritável, nervoso ou agressivo com outras pessoas ou animais),

alteração do ciclo de sono-vigília (dormir durante a manhã e estar mais ativo à noite, vocalizações noturnas),

alteração da aprendizagem e da memória (urinar / defecar em sítios inadequados, dificuldade em aprender comandos novos),

alteração dos níveis de atividade (diminuição da curiosidade, comportamentos repetitivos)

aumento do nível de ansiedade (aumento da ansiedade quando se separa do tutor, mais reativo /nervoso perante estímulos visuais / auditivos)

Apesar destes sintomas serem os mais comuns, não são os únicos que podem surgir, e, com a progressão da doença, podem mesmo surgir sintomas neurológicos.

Como se diagnostica?

O diagnóstico da disfunção cognitiva é por exclusão, ou seja, é necessário descartar problemas médicos que podem ser a causa direta das alterações comportamentais, para se chegar a este diagnóstico. É essencial a realização de uma conversa com o tutor para averiguar possíveis comportamentos que tenham passado despercebidos, associados à realização de uma exame físico e exame neurológico minuciosos, juntamente com um painel de análises sanguíneas e eventualmente, exames imagiológicos (raio-x, ecografia, TAC).

Uma vez descartadas as principais causas medicas, considera-se que as alterações comportamentais são consequências do Síndrome de Disfunção Cognitiva.

Sara Alves

Médica Veterinária de Animais de Companhia

Planos Barkyn

Crie o seu plano personalizado Barkyn e descubra uma nova felicidade!

Começar