Barkyn Logo
  • Veterinário
  • Alimentação
  • Barkyn Portugal
BlogSaúde

Dermatite por Malassezia

As dermatites causadas por malassezia são frequentes em cães. Leia este artigo para ficar a saber mais sobre este fungo.

Sara Alves

Sara Alves

Veterinária
2 min de leitura

O melhor para o seu cão

Sabia que o seu cão pode ter uma ração à medida dele?

-15%

na 1ª encomenda
SABER MAIS
SABER MAIS

O que é?

As Malassezias são um grupo de fungos que vive naturalmente na pele, boca e ouvidos dos nossos patudos. A sua presença previne a proliferação de outros fungos mais perigosos. Dentro do grupo das Malassezias, a Malassezia pachydermatis é a que se isola mais frequentemente da pele dos cães.

Quais são as causas?

Quando há alteração da barreira de proteção da pele, as Malassezias podem proliferar e é este sobrecrescimento que origina a dermatite. As principais causas incluem, alergias (dermatite atópica) e imunossupressão causada por problemas hormonais ou pelo uso crónico de corticoesteroides. Existem raças que, por apresentarem pregas na pele, estão mais predispostas à dermatite por malassezia, tais como, sharpei, bulldog, pug, entre outros.

Quais são os sinais clínicos?

A dermatite por malassezia ocorre com maior frequência nos meses mais quentes do ano, devido à aumento da quantidade de ectoparasitas, alergénios ambientais e ao clima (aumento da temperatura e da humidade). Se a infeção não for bem controlada, pode persistir, inclusivamente, nos meses mais frios. As zonas mais afetadas são regiões pouco arejadas, tais como, almofadas plantares, região interna das coxas, axilas e pregas de pele. Os principais sinais clínicos  são:

  • prurido
  • eritema
  • odor desagradável
  • pele gordurosa
  • otite

Como se diagnostica?

O diagnóstico é feito com base numa citologia de pele. Em casos positivos, devem ser identificadas malassezias através da visualização pelo microscópio.

Qual é o tratamento?

O tratamento vai depender da causa subjacente e da gravidade da infeção. Geralmente, recomenda-se um tratamento com um anti-fungico oral, associado a tratamento tópico através de banhos com um shampo específico. Posteriormente, é importante averiguar a causa principal que levou ao sobrecrescimento das malassezias, para prevenir recidivas.

 

Sara Alves

Médica Veterinária de Animais de Companhia

 

Próximo artigo

Chevron Icon

PARTILHE SE GOSTOU!

Facebook IconTwitter IconChain Icon

O melhor para o seu cão

Alimentação saudável entregue à sua porta

A Barkyn entrega ração adaptada às necessidades do seu cão acompanhamento de um veterinário dedicado. Simule agora!

Começar agora
15%
desconto na 1ª encomenda

© Barkyn, Lda. NIF: 514259426 - Love for your dog 2021

VisaCard Icon
MasterCard Icon
PaypalFooter Icon
  • Ajuda
  • Emprego
  • Privacidade
  • Loja