Cão com mau hálito: causas e tratamento

Saúde

Designa-se de tártaro à placa bacteriana que se acumula nos dentes e que, muitas vezes, provoca inflamação das gengivas.

cão

O tártaro é prejudicial para a saúde oral?

Sim. É o principal responsável pelo mau hálito que muitas vezes provém da boca dos cães.

Para além disso, e como consiste numa acumulação de bactérias, provoca doença periodontal. As gengivas ficam inflamadas provocando dor. Em situações avançadas os animais podem mesmo deixar de comer. A doença periodontal pode levar à perda de dentes.

 

Existem cães mais predispostos?

As raças pequenas têm tendência para acumular tártaro com mais facilidade em comparação com raças grandes. A acumulação de tártaro fica mais frequente à medida que a idade avança.

 

Como suspeitar da acumulação de tártaro?

Interesse pela comida não a chegando a ingerir, dificuldade em mastigar, dentes bastante amarelos, gengivas vermelhas e mau hálito.

 

Como prevenir o seu aparecimento?

A escovagem dos dentes, com escovas de dentes e pastas dentífricas próprias para animais, deve ser feita regularmente. O fornecimento de ração seca e de snacks que estimulam os movimentos orais é também aconselhada. Estes hábitos apenas ajudam a evitar o aparecimento, não tendo ação contra o tártaro que já existe.

 

Como é feita a remoção da placa bacteriana?

A limpeza dos dentes, conhecida como destartarização, permite a remoção do tártaro que se acumula nos dentes. Regral geral, pelo facto de o animal não ficar imóvel, a destartarização é feita sob anestesia geral.

Os dentes são então limpos com material de dentisteria e o tártaro é retirado por completo. A viabilidade e saúde de cada dente é avaliada e dentes com a raiz danificada são removidos.

 

Riscos da destartarização

O risco da destartarização está associado à anestesia geral. Está recomendada a realização de análises pré-cirúrgicas para avaliar a função hepática e renal, de forma a reduzir o risco anestésico.

 

Pós-destartarização

A maioria dos animais que se apresentam para destartarização têm gengivite associada. O veterinário no período pós-destartarização poderá receitar a toma oral de anti-inflamatório e antibiótico. É muito importante no período pós-destartarização adotar  hábitos que mantenham a saúde oral, de modo a atrasar a nova acumulação de tártaro.

Veja aqui como cuidar da higiene oral do seu cão.

Daniela Leal
Médica Veterinária de Animais de Companhia

Planos Barkyn

Crie o seu plano personalizado Barkyn e descubra uma nova felicidade!

Começar