Como dar mais anos ao meu cão sénior?

Saúde

A idade geriátrica nos cães inicia-se entre os 7-10 anos, dependo das raças em questão. Em geral, raças grandes têm uma esperança média de vida menor.

cão

A partir dos 7-10 anos de idade começam a ser necessários alguns cuidados em particular: idas mais frequentes ao veterinário, realização de análises ao sangue para despistar alterações patológicas que surgem com a idade, alteração da alimentação para uma alimentação sénior controlada, passeios mais controlados com exercícios menos bruscos e estimulação da função cognitiva através de jogos e brincadeiras.

 

A que alterações deve ser prestada especial atenção?

  • Perda de peso;
  • Aumento da quantidade de urina produzida;
  • Aumento da ingestão de água;
  • Diminuições de apetite;
  • Vómitos e diarreias crónicos;
  • Dificuldade em subir e descer escadas;
  • Cansaço associado ao exercício;
  • Tosse noturna;
  • Acumulação de tártaro;
  • Obesidade;
  • Aparecimento, mudança do formato ou cor de massas cutâneas.

 

Porque faz sentido mudar a ração?

As alterações orgânicas começam a surgir naturalmente á medida que a idade avança. A alimentação é um fator importante para tentar controlar e adiar o aparecimento e agravamento de tais alterações.

As rações para sénior são formuladas com o objetivo de fornecer a quantidade necessária de energia por dia de forma a evitar a obesidade, tentando ser, ainda assim, palatáveis. A inclusão de fibras mistas (de origem natural, preferencialmente) ajuda no funcionamento do trânsito intestinal e aumenta a absorção de nutrientes importantes (vitais para o bom funcionamento das células do corpo). O teor de sódio deve estar reduzido, de forma a prevenir problemas renais. A inclusão de antioxidantes (como o selénio e a vitamina E) contariam os processos de oxidação celular, que aumentam com a idade. Reforçar o sistema imunitário é também uma prioridade e a inclusão de vitaminas do complexo B é fundamental. Algumas rações são ainda suplementadas com ácidos gordos ómega (para ajudar na manutenção da função cognitiva) e com condroprotetores (para apoio articular).

Existem rações que, ainda que não tenham mencionada a informação de serem específicas para cães sénior, podem ser uma opção de alimentação saudável para cães de idade avançada. O aconselhamento com o médico veterinário, para que em conjunto com o dono, seja escolhida a melhor ração para esta fase da vida é essencial.

 

E os suplementos na idade sénior?

A utilização de suplementos vai depender dos problemas apresentados por cada animal e da sua predisposição para os desenvolver. Os suplementos utilizados com mais frequência têm em vista o reforço das articulações, do sistema imunitário e da capacidade cognitiva. Faz sentido utilizar cada um deste tipo de suplementos à parte da sua inclusão na ração, em animais com história de problemas articulares (ou animais de raças grandes), que possuam diminuição do sistema imunitário consequente de uma patologia pré-existente e em animais com início de síndrome de disfunção cognitiva ou que tenham uma patologia neurológica central diagnosticada.

 

Qual a melhor forma de prevenir o aparecimento dos problemas?

Sem dúvida que a manutenção de um peso ideal, a realização regular dos tratamentos de profilaxia (vacinação e desparasitação), juntamente com uma alimentação saudável ajudam bastante na prevenção de patologias.

Contudo, a partir da idade sénior, aconselha-se um check-up veterinário anual com realização de análises de rotina, para ajudar na deteção precoce de problemas, prevenindo o seu agravamento.

Daniela Leal
Médica Veterinária de Animais de Companhia

Planos Barkyn

Crie o seu plano personalizado Barkyn e descubra uma nova felicidade!

Começar