Albumina na urina: o que significa?

Saúde

A albumina é uma proteína que é produzida no fígado e ajuda a manter os fluídos na corrente sanguínea, impedindo portanto, que haja extravassamento para os tecidos. Além disso, enquanto está no sangue carrega com ela uma quantidade enorme de substâncias – minerais, fármacos, substâncias orgânicas insolúeis. Quando é detectada noutros locais que não o sangue – por exemplo, na urina – algo de anormal se passa! Para ficar a conhecer sobre este problema continue a ler o artigo 😊

Hipoalbuminemia nos cães

Há várias causas para termos uma diminuição de albumina no sangue (hipoalbuminemia) dos nossos cães, mas conseguimos agrupar em 2 grandes grupos princiais (e muito simplificados):

  • Diminuição da produção:
    • Pode acontecer por má nutrição – o organismo não recebe os amino-ácidos necessários para produzir albumina;
    • Problemas hepáticos crónicos – o fígado já não consegue produzir mais albumina;
  • Perdas:
    • A nível gastro-intestinal;
    • Hemorragia severa;
    • Dermatopatias exsudativas, como as queimaduras , por exemplo;
    • Glomerulopatias: Quando a albumina se perde atráves do rim, acabando por ser detectada a nível da urina (proteinúria).

Relação com a doença renal

Como referi anteriormente, uma das causas de hipoalbuminemia saõ as gloemrulopatias – sendo as mais comuns nos nossos patudos as glomerulonefrites e a amiloidose, onde está afectada a permeabilidade glomerular – ou seja, há extravasamento da albumina para a urina, quando fisiologicamente isso não deveria acontecer! Estes cães ficam mais sujeitos a evoluirem para uma doença renal crónica, que é quando o rim já perdeu mais de 75% da sua funcionalidade.

Há uma correlação muito importante na doença renal crónica com a proteinúria – os animais que têm proteinúria, têm um prognóstico pior e uma sobrevida menor do que os que não têm.

Portanto, é uma situação que queremos tratar! O objectivo de tratamento é diminuir a pressão sanguínea a nível renal para levar a uma diminuição da proteína presente na urina.

No entanto, o maneio alimentar também é um factor fundamental nesta situação.

Abordagem nutricional da doença renal

Maior parte das dietas de tratamento de patologias renais são uma combinação entre restrição proteíca, fósforo e sódio, entre outros. A restrição proteíca tem como objectivo diminuir os produtos resultantes do metabolismo proteíco e diminuir a quantidade de proteína que chega ao rim, diminuindo a sua “carga de trabalho” – atrassando a progressão da proteinúria.

O seu Médico Veterinário habitual será a pessoa indicada pra prescrever a alimentação correcta nestas situações, assim como toda a terapêutica que será necessária 😊

 

Ana Pinto

Médica Veterinária de Animais de Companhia

Planos Barkyn

Crie o seu plano personalizado Barkyn e descubra uma nova felicidade!

Começar