Vou mudar de país. O que fazer para levar o meu cão comigo?

Lifestyle

Vai mudar de país e quer levar o seu fiel companheiro consigo, não tem problema nenhum. Deve preparar a viagem com alguma antecedência, para que tudo corra pelo melhor. Descubra todos passos para realizar a viagem.

cão

As regras de entrada de animais são iguais em todos os países?

Não, cada país possui legislação específica. Mesmo dentro da UE, as regras podem mudar de país para país. É muito importante que se informe e planei a mudança com algum tempo de antecedência para que tudo corra bem, consulte o seu médico veterinário ou a DGAV.

Guia de viagem:

  • Microchip ou Tatuagem – todos os cães que saiam do nosso país tem de estar corretamente identificados. A leitura do microchip vai ser realizada à entrada do país para onde vai, devendo, assim, verificar se a norma de leitura do novo país. Os microchips colocados em Portugal, por norma, são compatíveis com os leitores da UE. No entanto, caso não sejam, deve levar consigo todos os documentos que comprovem a identificação do seu cão, e se possível, um dispositivo de leitura para que a autoridade do país de entrada possa verificar e realizar a leitura.
  • Passaporte do seu animal de companhia – é um documento que só o médico veterinário está autorizado a emitir. Resumindo, é um substituto do boletim sanitário. Este documento contém toda a informação do esquema vacinal e de desparasitação externa e interna do seu cão.
  • Atestado de saúde – alguns países, mesmo da dentro UE, pedem que o seu animal seja acompanhado com uma declaração do médico veterinário que comprove que o seu cão não está doente.
  • Avisar o país 24h a 48h antes da entrada do seu animal – é necessário contactar com o aeroporto ou autoridades competentes do país para onde vai que o seu cão está a viajar consigo e que vai entrar no país para que estes possam estar presentes e verificar todos os requisitos.

Vacinação Anti-Rábica:

  • Deve estar atualizada;
  • Deve ter sido realizada a pelo menos 21 dias antes da realização da viagem;
  • Alguns países existem a realização de titulação dos anticorpos desta vacina (processo que pode demorar 1 mês até obter os resultados).

Desparasitação interna:

Alguns países, como o Reino Unido, só permitem a entrada no país com a desparasitação interna contra um parasita específico (Echinococcus multiloculares) realizada entre 1 a 5 dias antes da entrada do país.

Maria Beatriz Mariano

Médica Veterinária

 

Planos Barkyn

Crie o seu plano personalizado Barkyn e descubra uma nova felicidade!

Começar