Tipos de pelo – Quais os cuidados a ter com cada tipo?

Lifestyle

Em todo o mundo existem centenas de raças de cães, cada uma delas com características próprias. Uma das características que as torna tão diferentes entre si é o diferente tipo de pelo.

cão

Existe uma infinidade de diferenças entre os tipos de pelo. No entanto, vamos simplificar e classificar em grupos mais gerais. Cada um destes pelos requer também diferentes cuidados.

O pelo pode ser curto ou comprido. Pode ainda ser liso, ondulado ou encaracolado. Existe também o pelo duplo, com subpelo.

 

Pelo comprido

Fácil de identificar pelo seu longo comprimento ou pelo seu crescimento contínuo. Estes patudos requerem mais cuidados de higiene do que os de pelo curto. Idealmente devem ser escovados diariamente ou, pelo menos, três vezes por semana. Se fizer uma boa escovagem, os banhos poderão ser mais intervalados (intervalo mínimo entre banhos de 3 semanas). Algumas raças poderão também requerer tosquia. Para saber mais acerca do tipo de escovas que pode utilizar, consulte o artigo “Escovas próprias para cada tipo de pelo”. 

O pelo comprido pode apresentar diferentes texturas, nomeadamente:

Textura lisa

Este tipo de pelo é bastante fino e liso e facilmente fica emaranhado. Por isso, a escovagem deve ser feita com mais cuidado e diariamente. Isto ajudará também à remoção dos pelos mortos, que quase não caem. A tosquia poderá ser feita uma a duas vezes por ano. O Yorkshire Terrier, por exemplo, é um cão com pelo comprido e liso.

Textura ondulada

É um pelo comprido, mais grosso que o anterior e confere uma maior proteção contra o frio. É deste tipo, por exemplo, o Golden Retriever. Se quiser tosquiar este tipo de raça saiba que deve recorrer a um especialista em tosquia, uma vez que apenas se devem aparar os pelos de determinados locais.

Textura encaracolada

Como quase não perdem pelo, requerem uma escovagem regular para a remoção do pelo morto. A tosquia deverá ser feita uma a duas vezes por ano. O Bichon frisé e o Poodle são exemplos de raças com este tipo de pelagem.

 

Pelo curto

Com um comprimento que pode variar entre 1 a 4cm, não é adaptado a climas muito frios. Os pelos mortos caem e, em seguida, são substituídos por pelos novos. Necessita de menos cuidados do que a pelagem comprida, devendo ser escovados uma vez por semana. Não requer tosquia.

Os pelos curtos podem apresentar uma textura lisa ou dura.

Textura lisa

Como o próprio nome indica, são pelos curtos que não possuem nenhum tipo de ondulação. O Pitbull, Boxer ou Doberman são exemplos de raças com este tipo de pelagem.

Textura dura

Apresentam um comprimento maior do que a pelagem curta e lisa e uma espessura característica. O pelo já morto não cai e para ser removido necessita de um método de tosquia específica que utiliza apenas a mão, não recorrendo a lâmina ou tesoura, o Stripping. São exemplos o Schnauzer e o West Highland White Terrier.

Pelo duplo (subpelo)

Um animal com pelagem dupla apresenta na parte mais interna uma camada de subpelo mais denso e curto que o pelo mais comprido do exterior. Este tipo de pelo tem uma função protetora contra o frio e também não deve ser tosquiado. O Border Coli, Pastor Alemão ou São Bernardo são exemplos de raças com subpelo.

 

Em todos os casos a frequência do banho deve ser ajustada à necessidade de cada animal. No entanto, de uma maneira geral, quanto maior for o pelo, maior deverá ser a frequência dos banhos.

Se quiser fazer a tosquia ao seu patudo, não se esqueça de recorrer a um profissional. Ele terá formação sobre o tipo de pelo do seu cão e utilizará o melhor o tipo de tosquia.

 

Ana Alves

Médica Veterinária

Planos Barkyn

Crie o seu plano personalizado Barkyn e descubra uma nova felicidade!

Começar