• Home
  • SobreChevron Icon
    • Testemunhos
    • Veterinário
    • Alimentação
  • Blog
  • Comunidade
  • Simular
BlogLifestyle

Quanto tempo devo deixar o meu cão sozinho?

Lifestyle

Os cães são animais sociáveis e que requerem bastante atenção, por isso é importante perceber quais as suas necessidades e qual a nossa rotina, de forma a podermos aproveitar o máximo de tempo na presença destes patudos. Cada cão é diferente e o tempo que podem ficar bem sozinhos varia entre cada um deles.

O tempo que um cão pode passar sozinho em casa varia muito de animal para animal e depende de vários fatores, nomeadamente da sua idade, educação, saúde e temperamento. Lembre-se que, muitos patudos não aguentam a solidão e podem demonstrar comportamentos destrutivos quando estão sem os seus tutores!

Quanto tempo pode um cão ficar sozinho?

Não existe resposta concreta a esta questão! Deve ter em mente sempre o bem-estar do seu cão, permitindo-lhe o máximo de companhia possível, pois enquanto seres sociáveis, precisam de interagir bastante com os seus tutores e família. É com essa interação que eles desenvolvem as suas capacidades cognitivas e emocionais em pleno.

Na generalidade, um cão não deve ficar sozinho mais do que oito horas por dia, mas cada caso é um caso. A ausência do tutor durante todo o dia não é aconselhável para uma educação saudável dos nossos patudos. Além dos cuidados necessários, os cães precisam de sentir-se seguros e confortáveis com a nossa companhia. A solidão contínua impede-os de sociabilizarem, tornando-se animais receosos, tristes, ansiosos e nervosos. Além disso, estando sozinhos serão mais sedentários e uma rotina inativa é prejudicial para a sua saúde, promovendo excesso de peso e doenças a ele associadas. A ausência de estímulos sociais prejudica ainda a sua mente, favorecendo o aparecimento de vários problemas comportamentais.

Cachorros e cães seniores não devem ficar sozinhos durante longos períodos, pois são mais delicados e precisam de atenção e cuidados constantes.

Todos os cães devem ser habituados desde cedo a terem momentos de solidão, assim evitam-se comportamentos de ansiedade e destruição.

É fundamental diferenciar o tempo que um cão pode estar sozinho, do tempo em que é saudável estar sozinho! Claro que os cães podem sobreviver vários dias na ausência dos tutores, mas isso não significa que seja adequado para a sua saúde física e mental. O bem-estar deve ser mantido sempre em primeiro lugar, pois são membros da família!

Ao adotarmos um animal de estimação, assumimos um compromisso e responsabilidade para a vida, pelo que devemos ter a capacidade de perceber se a nossa rotina e estilo de vida se adequam às necessidades do nosso patudo.

Existem estratégias que pode implementar no seu dia-a-dia, que ajudam os cães a tolerarem melhor os momentos de solidão:

  1. Exercício físico: se o seu cão vai ficar sozinho algumas horas, então é importante fazer um passeio longo antes de sair de casa e assim que voltar.
  2. Ambiente estimulante: o enriquecimento ambiental é essencial para estimular a atividade física e mental do seu cão. Existem brinquedos que os mantêm entretidos mais tempo, como o Kong, e até mesmo canais televisivos para cães!
  3. Carinho e disponibilidade: embora a rotina diária nos obrigue a sair de casa umas horas, devemos reservar um período diário para os nossos cães. Muita atenção, brincadeira e carinho ajudam a fortalecer a relação com o nosso amigo de 4 patas.

Ana Matias

Médica Veterinária

PARTILHE SE GOSTOU!

Facebook IconTwitter Icon

Aprenda mais sobre o seu cão

A Barkyn entrega ração adaptada e acompanhamento constante de um veterinário dedicado. Simule para si!

plans

Formuladas por veterinários, as rações Barkyn são feitas com carne ou peixe fresco e têm condroprotetores para tornar o seu cão mais forte. Aprovado por mais de 50 000 cães.

Barkyn

Sobre

  • Home
  • Testemunhos
  • Veterinário
  • Alimentação
  • Blog
  • Comunidade
  • Simular

Siga-nos