Cuidados a ter no Inverno com o seu cão

Lifestyle

Os cães são considerados seres sencientes, que “sentem, que experienciam sensações”. Como tal podem sentir frio!

cão

Os cães têm mecanismos para combater o frio?

O pelo é uma das principais proteções dos cães contra o frio. Como tal, cães com menos pelo (cães de raça Pinscher, por exemplo) estão mais sujeitos à diminuição da temperatura corporal.  Cães mais magros, com menos tecido adiposo (gordura), estão menos protegidos do frio  porque a gordura corporal ajuda a preservar o calor.

Como saber se o meu cão está com frio?

Tremer ou adotar uma postura encolhida em cima de uma manta (ou perto do aquecedor), são dois dos sinais mais frequentes exibidos pelos cães quando sentem frio.

 

Que cuidados devem ser tidos nas alturas de mais frio?

  • Banhos – A frequência dos banhos no inverno deve ser reduzida, porque durante o banho há uma diminuição da temperatura corporal do animal e a temperatura ambiente é, geralmente, baixa;
  • Roupas – As roupas para cães devem ser vistas como um acessório útil na proteção contra o frio e a chuva e não tanto como um acessório estético. Os cães com menos pelo devem vestir casacos e/ou camisolas pelo menos aquando do passeio na rua;
  • Camas – Durante o inverno, pelo menos, é importante que o cão tenha uma cama quente onde possa dormir;
  • Tosquia – A tosquia deve ser adaptada à época do ano. A tosquia no inverno deve ser diferente da que é normalmente feita no verão (o pelo não deve ser tosquiado na totalidade no inverno, uma vez que constitui uma proteção importante contra o frio);
  • Mudanças de temperatura – Também as mudanças de temperatura devem ser evitadas, porque predispõem ao surgimento de patologias, principalmente em animais com o sistema imunitário deprimido;
  • Passeios à rua com chuva – Em animais que são passeados em dias de chuva, deve sempre ser vestido um casaco impermeável. O pelo deve ser secado quando o animal chega do passeio (com toalhas e secador).

 

Especial atenção em animais idosos e animais com alterações ósseas e articulares:

  • Animais sénior, com menos defesas, poderão não conseguir lidar tão bem com o frio e estão mais predispostos a desenvolverem patologias pela supressão do sistema imunitário que surge consequentemente;
  • É importante ter em consideração que cães com osteoartrites estão sujeitos a “recaídas mais frequentes” durante o inverno (com mais dores articulares e menor capacidade de movimento).

Nestes casos, a proteção contra o frio deve ser ainda mais reforçada.

Daniela Leal
Médica Veterinária de Animais de Companhia

Planos Barkyn

Crie o seu plano personalizado Barkyn e descubra uma nova felicidade!

Começar