5 principais razões pelas quais as pessoas abandonam os seus cães

Lifestyle

É, infelizmente, ainda bastante comum o abandono de animais por parte dos seus detentores. Neste momento é considerado crime e são diversas as razões que motivam o abandono.

  • “Cresceu muito”: muitas famílias que adotam ou compram um animal jovem, podem pensar que não vai crescer muito. Com o passar do tempo, os cães podem tomar proporções superiores ao esperado e ser necessário dedicar mais tempo e ter mais espaço para si, o que leva muitas pessoas a desistir do animal. É muito importante ter noção, se vai adotar ou comprar um animal em idade de crescimento, que, mesmo podendo parecer que vai ser pequeno, ele pode crescer e não encaixar na sua rotina familiar.
  • “Faz muitas asneiras”: seja jovem ou adulto, um cão exige sempre os seus momentos de atividade diária e enriquecimento ambiental, principalmente quando a família não está em casa. Assim, é muito importante haver vários passeios ao dia, de duração não inferior a 30 minutos para ele se exercitar e cansar. Em casa o ambiente deve ser enriquecido com vários brinquedos (que não devem ser disponibilizados todos nem todos os dias para ir alternando e ser novidade).
  • “Estava doente”: os cães, tal como os humanos também adoecem e, ao envelhecer, podem também surgir algumas doenças que podem ser crónicas e necessitar de tratamento para sempre. Seguindo todos os conselhos do médico veterinário habitual podemos dar qualidade de vida e gerir as patologias diagnosticadas.
  • “Não reage bem com crianças ou pessoas desconhecidas”: nem todos os animais são iguais e a presença de uma pessoa estranha ou a chegada de um bebé ao lar pode ser muito stressante. Para estes comportamentos pode ser precisa ajuda de um profissional de comportamento animal ou treino canino.
  • “Sou alérgico ao pêlo”: se nunca teve um cão, pode descobrir após adoção ou compra, algum grau de alergia ao seu pêlo. Mas, não é razão para desistir do animal uma vez que é possível controlar a alergia recorrendo a ajuda de um médico especialista (alergologista).

 

Quando adotamos ou compramos um animal temos que saber que é um ser com características particulares: pode ser muito brincalhão ou mais sossegado, pode vir a crescer muito ou pouco, podemos vir a não ter rotina para encaixar nas nossas vidas, o cão vai envelhecer, entre outros aspetos. A decisão de ter um animal é para muitos anos e tornamo-nos os responsáveis por eles, por isso temos que ter a certeza que será um membro da família em todas as circunstâncias. O abandono de um animal jamais é solução para qualquer obstáculo que surja e é hoje considerado um crime punível (Decreto-Lei nº48/95, artigo 388º), sendo um ato extremamente reprovável na nossa sociedade.

Joana Silva

Médica Veterinária

Planos Barkyn

Crie o seu plano personalizado Barkyn e descubra uma nova felicidade!

Começar