5 suplementos para cães sénior

Alimentação

Se o seu cão tiver uma dieta completa e equilibrada, provavelmente não precisa de suplementação. No entanto, no caso de algumas patologias, pode contribuir o sucesso terapêutico e melhoria do estado geral!

O seu Médico Veterinário assistente é a melhor pessoa com quem discutir a necessidade e benefícios da suplementação para o seu companheiro, especialmente se ele estiver a ser medicado. Alguns suplementos, mesmo os “naturais”, podem interagir com medicações!

Assim, deixo abaixo informação sobre alguns dos suplementos mais frequentemente utilizados, mas que não devem ser iniciados sem apoio do seu Médico Veterinário!

1. Ácidos gordos de cadeia longa – ómega 3 (EPA + DHA)

A ingestão diária de quantidades adequadas de ómega 3 pode ajudar o seu animal a ter uma pele mais saudável e pelo mais brilhante.

Além disso, os dois pricipais metabolitos do ómega 3 (EPA+DHA) são conhecidos pelas suas propriedades anti-inflamatórias e poderão ser benéficos em patologias de forte componente inflamatória (ex.: osteoartrite). Também parecem ter benefícios em imunologia e doenças cardíacas e renais.

Estes dois metabolitos estão presentes, naturalmente, em maiores quantidades, nos óleos de peixe, por exemplo!

Devem ser preferidos óleos de peixe prensados a frio, a partir do peixe inteiro e não apenas do fígado, e sem aditivos sintéticos, de modo a manterem as suas propriedades.

2. Triglicéridos de cadeia média (MCT)

Os MCT têm despertado interesse da comunidade médico-científica pelos seus aparentes benefícios para a função cognitiva e estabilização de condições neurológicas, como a epilepsia.

Quando são metabolizados, os MCT produzem maior quantidade de corpos cetónicos do que outros triglicéridos. Os corpos cetónicos são depois utilizados, por alguns órgãos, como fonte de energia alternativa. O cérebro é um dos órgãos que mais beneficia dos MCT!

No entanto, o metabolismo dos MCTs é realizado, em grande parte, pelo fígado, pelo que estão contraindicados em animais com patologia hepática!

O óleo de coco é uma das melhores fontes de MCT (embora alguns cães não gostem do sabor).

Algumas dietas de prescrição veterinária têm maiores quantidades de MCT para apoiar a função neurológica.

3. Probióticos e prebióticos

Os prebióticos são geralmente misturas de fibras que servem de alimento às bactérias “boas” do trato gastrointestinal, e os probióticos são micro-organismos vivos, iguais aos que existem na microbiota de animais saudáveis.

Por vezes, devido a doenças, medicações ou stress, a microbiota gastrointestinal é afetada. Nesses casos, os cães podem beneficiar de suplementação com probióticos (e prebióticos), de forma pontual ou prolongada, para melhorar a função gastrointestinal.

Ainda há muito para descobrir sobre o potencial terapêutico dos probióticos e prébióticos, estando a surgir cada vez mais investigação acerca do seu papel no sistema imunitário!

4. Cardo Mariano (Sylibum marianum) – protetor hepático

Esta planta é frequentemente incorporada em suplementos para a função hepática pela sua ação antioxidante e hepatoprotetora.

Doentes hepáticos ou a tomar medicações com efeitos secundários nocivos para o fígado podem beneficiar da sua utilização!

5. Glucosamina e Condroitina – protetores articulares

Este é um dos suplementos mais utilizados em medicina veterinária, indicado para patologias articulares, em especial osteoartite, apesar da falta de evidência científica definitiva dos seus benefícios.

No entanto, na sua maioria, os cães apresentam melhoria clínica, dependendo também do grau de gravidade da patologia articular. Além disso, podem atrasar a necessidade da utilização crónica de anti-inflamatórios, que acarretam outros efeitos secundários.

Todas as receitas Barkyn são suplementadas com glucosamina e condroitina!

Quando suplementar

A suplementação deve ser sempre feita com acompanhamento médico-veterinário, pois o excesso de algumas vitaminas e minerais pode ser tão perigoso como a sua deficiência, e adquirida a partir de fabricantes de confiança e com elevados padrões de qualidade!

Um sénior saudável, com uma dieta de qualidade, exercício regular, estimulação mental e um apertado controlo do peso, geralmente não necessitará de suplementação.

Inês Carvalho
Médica Veterinária

Planos Barkyn

Crie o seu plano personalizado Barkyn e descubra uma nova felicidade!

Começar