Como ajustar as quantidades de ração a cada cão?

Alimentação

Na embalagem de ração, quer seja para cachorro ou para adulto, vem mencionada a quantidade em média de gramas diárias que devem ser administradas consoante o peso. Serão necessárias as mesmas calorias diárias para todos os cães do mesmo peso?

cão

As rações têm todas as mesmas calorias?

Não. A densidade energética das rações é variável e normalmente é apresentada em quantidade de kcal/kg de ração. A densidade energética de cada ração deve ser tida em conta para o cálculo da quantidade de ração (em gramas) a administrar por dia. Cada ração, tendo em conta essa informação, já apresenta na embalagem a quantidade diária a administrar por peso.

E de onde vêm as calorias?

As calorias presentes em cada ração provêm, em diferentes percentagens, de fontes proteicas, de gordura e de carbohidratos.

Como saber as calorias presentes em cada ração?

A densidade energética de cada ração não está presente na maioria das embalagens de ração. Contudo, as marcas disponibilizam uma tabela, no verso da embalagem,  com as quantidades diárias por peso e, portanto, não é necessária a densidade energética para saber a quantidade a administrar.

Rações com uma densidade energética maior são mais calóricas, pois têm uma quantidade maior de calorias por grama de ração.

Como saber quantas gramas de uma ração são necessárias para cada cão?

A tabela presente na embalagem indica, regra geral, um intervalo de gramas para um intervalo de peso. Algumas marcas de ração incluem a variável “atividade diária”, indicando recomendações de ração diária diferentes para cães com menos e mais atividade por dia.

A quantidade de gramas expressa na embalagem é a quantidade diária. Essa quantidade deve ser dividida em 2 a 3 tomas diárias. O número de vezes por dia que um cão deve comer irá depender da fase de vida em questão.

O metabolismo de cada cão é único!

Apesar da recomendação da quantidade diária de alimento disponível em cada ração, nem todos os cães do mesmo peso (ainda que na mesma fase da vida) precisam de comer a mesma quantidade diária. Cada um tem um metabolismo único. Como tal, os intervalos de gramas consoante o intervalo de peso representam quantidades orientadoras. Estas quantidades variam com as seguintes variáveis, para além do peso e da fase de vida:

  • Predisposição da raça/cão para engordar ou emagrecer;
  • Condição corporal;
  • Estilo de vida;
  • Atividade diária;
  • Se o animal é castrado;
  • Influência de determinadas necessidades patológicas;
  • Metabolismo próprio de cada cão.

Como tal, as quantidades indicadas na embalagem devem ser as administradas numa fase inicial e deve ser feita uma avaliação contínua do animal (de variação de peso, apetite para comer a quantidade colocada, etc.), para perceber a quantidade de gramas diárias que ele necessita.

Daniela Leal

Médica Veterinária de Animais de Companhia

Planos Barkyn

Crie o seu plano personalizado Barkyn e descubra uma nova felicidade!

Começar