• Home
  • SobreChevron Icon
    • Testemunhos
    • Veterinário
    • Alimentação
  • Blog
  • Comunidade
  • Simular
BlogAlimentação

Alimentação saudável para cães

Alimentação

Cada vez mais os nossos cães são um membro da família e uma das decisões mais importantes é a dieta que lhes devemos dar. A alimentação assume um papel crucial na saúde canina: venha connosco conhecer um pouco mais este tema!

O que é considerado uma “dieta saudável para cães”?

Uma dieta para cães pode passar por uma ração ou alimentação caseira. Em qualquer uma das escolhas é muito importante ter a certeza que todos os componentes essenciais à saúde estão presentes e em quantidades suficientes.

  • Uma alimentação saudável para cães deve ter a fonte de proteína como ingrediente em maior quantidade (1º ingrediente do rótulo), por exemplo frango, salmão, peru, entre outros. A fonte de proteína deve ser ter origem no alimento fresco, desidratado ou hidrolisado, devendo evitar as farinhas de peixe ou carne.
  • São necessários também hidratos de carbono e a sua fonte podem ser o arroz, milho, trigo, ervilha, batata, batata doce, mandioca, alfarroba, entre outros, e não deverão aparecer em primeiro lugar no rótulo, uma vez que não devem ser o ingrediente em maior quantidade.
  • Outros componentes estão no ingrediente principal como gordura animal ou podem ainda ser adicionados, bem como as frutas, vegetais e legumes.
  • Alguns suplementos podem fazer parte da ração e dar qualidade acrescida como os condroprotetores (articulações), ácidos gordos ómega 3 e ómega 6 (pele), prebióticos (saúde gastrointestinal), antioxidantes naturais, entre outros.

Todos os constituintes da ração devem vir o máximo especificados no rótulo, garantindo assim que está a ser mesmo usada uma fonte saudável.

Quando falamos em dieta caseira deve incluir sempre a fonte de proteína, gordura, hidratos de carbono e frutas, vegetais e legumes. É mais difícil ter a certeza que o balanço de uma dieta caseira é o ideal para o seu cão devido às quantidades de cada ingrediente e aos suplementos que se tornam mais complicados de incluir, o que não acontece nas rações. Assim, se tiver decidido em fazer uma alimentação caseira, sugerimos que seja feita sempre com aconselhamento veterinário.

Alimentos complementares: o que posso e não posso dar de vez em quando

É muito comum querermos dar um “snack natural” aos nossos cães e surge a dúvida de quais são mais saudáveis e quais são prejudiciais à saúde! Exemplos de alimentos complementares que podemos dar sem problema são a maçã, cenoura, batata doce cozida bróculo cozido.
Alimentos proibidos caninos são a uva, figos, côco e abacate.

 

A alimentação é para os cães, tal como para nós, um dos pilares da saúde por isso deve sempre ser uma escolha informada e correta.

Joana Silva

Médica Veterinária

PARTILHE SE GOSTOU!

Facebook IconTwitter Icon

Aprenda mais sobre o seu cão

A Barkyn entrega ração adaptada e acompanhamento constante de um veterinário dedicado. Simule para si!

plans

Formuladas por veterinários, as rações Barkyn são feitas com carne ou peixe fresco e têm condroprotetores para tornar o seu cão mais forte. Aprovado por mais de 50 000 cães.

Barkyn

Sobre

  • Home
  • Testemunhos
  • Veterinário
  • Alimentação
  • Blog
  • Comunidade
  • Simular

Siga-nos